Cinema

Toni Erdmann (IMS-RJ)

  • Produção (Alemanha, Áustria, 2016. 162’. Exibição em DCP)
  • Direção Maren Ade

Toni Erdmann foi Indicado ao Oscar de “Melhor filme estrangeiro” e apontado em primeiro lugar nas listas dos melhores filmes de 2016 organizadas por revistas como Cahiers du cinémaSight and Sound e Film Comment.

Os filmes de Maren Ade: por ocasião da estreia de Toni Erdmann, o cinema do IMS-RJ exibe em 35mm os dois longas-metragens anteriores da diretora Maren Ade, Floresta para as árvores Todos os outros.

Sinopse

Trailer

Comentários da diretora

> Toni Erdmann por Kleber Mendonça Filho

Sinopse


O professor de música Winfried não vê muito sua filha Ines, uma executiva séria e dedicada. Ao se ver repentinamente sem alunos, decide surpreendê-la com uma visita. É uma decisão arriscada, porque Ines está trabalhando num projeto importante como estrategista empresarial em Bucareste. Disfarçado com um terno brega, uma peruca estranha e uma dentadura postiça Winfried assume o alter ego Toni Erdmann e invade a vida profissional de Ines em mais uma tentativa de aproximação. 

 

Trailer


.

Comentários da diretora


Em entrevista realizada para a promoção do filme, Maren Ade conta:

"Todos os meus filmes são em parte autobiográficos no sentido de que tomo algo que conheço como ponto de partida. Com relação ao tema da família, foi interessante ver o quão pouco fui capaz de me afastar da minha própria família enquanto escrevia. Não há nada que você conheça melhor do que de onde veio. Você só tem uma família, e a relação entre pais e filhos é para toda a vida. É difícil escapar disso. E é o que acontece com a Ines em Toni Erdmann. Ela acha que a família na qual cresceu não tem nenhuma relevância na sua vida atual. Todos estão presos em seus papéis designados e suas interações são determinadas por padrões rígidos, quase ritualísticos, aos quais nenhum deles consegue escapar."

"Eu não gosto de soluções fáceis na narrativa. Preciso ser capaz de acreditar em cada passo que os personagens dão ao longo do caminho. Não precisa ser particularmente provável, mas pelo menos possível. Mesmo que o realismo fosse a principal consideração, eu ainda queria permitir surpresas e grandes 'momentos cinematográficos'. Mas queria que eles se desenvolvessem a partir dos personagens em vez de serem influenciados por mim como diretora. Por isso decidi criar uma situação que faz com que os personagens se sintam como se estivessem atuando em um filme. Toni introduz esse elemento na vida de Ines e Winfried - um elemento de brincadeira, ousadia, liberdade - e lhes permite experimentar a si mesmos de uma nova maneira. Graças à ideia boba de Winfried, de repente tudo é possível."

 

.
 

Toni Erdmann por Kleber Mendonça Filho


Segundo o crítico e realizador de cinema Kleber Mendonça Filho:

"A idéia de uma pessoa como vírus benigno, a contagiar os outros com idéias que os fazem rever comportamentos, conceitos, a simples noção de estar vestido ou estar nu. E esse vírus é um pai, julgando a vida da filha, profissional moderna, alemã, trabalhando com e contra parceiros romenos, o país mais rico da Europa contracenando com um dos mais pobres no mundo prático de hoje em dia. Toni Erdmann, o terceiro filme de Maren Ade, é parte comédia, parte performance art, e sempre imprevisível, a partir de uma coleção de idéias que fazem total sentido nesta segunda década do século XXI."

"Há algo claramente identificável em Toni Erdmannde uma certa cultura narrativa nórdica, a cara dura de desenvolvimentos humanos constrangedores, cortes bruscos, câmera na mão, a gargalhada nervosa, um momento de sexualidade consensual cru e algo de horroroso. No entanto, há algo mais aqui, talvez a lógica de um cinema português, ou alguma outra doçura incomum que dá ao filme um prazer raro de humanidade interpretada muito tenra e artisticamente, e que parece atingir o seu clímax absoluto numa sequência indescritível rumo à parte final, numa estranha festinha de apartamento onde Maren Ade vai amontoando boas ideias, como algum tipo de resgate pós-moderno do já moderno cinema de festas de Blake Edwards.”

“Com duas horas e quarenta minutos, Toni Erdmann é um prazer raro e um sabor adquirido, mas sua visão de mundo, seus dentes falsos e peruca maluca me parecem necessários, como a fala, a gag, de um comediante crítico e afiado, sobre o estranho mundo em que estamos neste momento.”

 

 

 

MAIS

Os filmes de Maren Ade: Programação completa
O mundo como teatro, por José Geraldo Couto

 

  • IMS Rio de Janeiro
  • Terça e quarta: R$22 (inteira) e R$11 (meia). Sexta, sábado, domingo e feriados: R$26 (inteira) e R$13 (meia)
  • Classificação 16 anos

Sessões

  • Quinta 09/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Sexta 10/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Sábado 11/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Domingo 12/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Terça 14/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Quarta 15/02

    • 14:30.
  • Quinta 16/02

    • 14:30.
  • Sexta 17/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Sábado 18/02

    • 19:20.
  • Domingo 19/02

    • 19:20.
  • Terça 21/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Quarta 22/02

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Quinta 23/02

    • 14:30.
  • Sexta 24/02

    • 14:30.
  • Sábado 25/02

    • 14:30.
  • Domingo 26/02

    • 14:30.
  • Quinta 02/03

    • 14:30.
  • Sexta 03/03

    • 14:30.
  • Sábado 04/03

    • 14:30.
  • Domingo 05/03

    • 14:30,
    • 19:20.
  • Sexta 10/03

    • 19:20.
  • Domingo 12/03

    • 19:20.
  • Domingo 19/03

    • 19:00.
  • Sexta 24/03

    • 19:20.
  • Domingo 26/03

    • 19:20.