Experimentações especial: Marc Ferrez

Oficina

Com Sérgio Burgi, Tiago Moraes, João Sánchez, Roger Sassaki e Ailton Silva.

Quando

4 e 5 de maio de 2019, sábado e domingo

Entrada gratuita

Inscrições até 23/4. Mais informações em Como participar.

IMS Paulista

Estúdio
Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP

Esta oficina será uma oportunidade única de discussão e prática dos principais processos fotográficos e gráficos que moldaram a produção do século XIX e do início do século XX.  Neste período de forte experimentação artística e técnica os fotógrafos obrigatoriamente produziam seus próprios materiais, além de realizarem experiências pioneiras com processos fotomecânicos, como se pode observar na exposição Marc Ferrez: Território e imagem.

A oficina é voltada para pessoas que tenham experiência formal ou informal com processos fotográficos históricos, em especial aqueles predominantes no período de maior atividade de Marc Ferrez, de 1860 a 1920, tais como: processos fotográficos monocromáticos em colódio, albumina, platinotipia, gelatina, carvão e em cores, autocromos e também os processos fotomecânicos da fotogravura, fotolitografia e colotipia ou fototipia.

Panorâmica parcial do Rio de Janeiro, c. 1885. Foto de Marc Ferrez. Coleção Gilberto Ferrez / Acervo IMS

Como participar

Quando
As aulas da oficina acontecem nos dias 4 e 5/5, sábado e domingo.
Sábado, das 14h30 às 18h30 e 
Domingo, das 10h30 às 14h30

Entrada gratuita. Lugares limitados.

30 vagas.

Os interessados devem preencher o formulário abaixo até às 23h do dia 23/4 e aguardar resultado da seleção por e-mail no dia 26/4.


Sobre os professores

Sérgio Burgi é formado em Ciências Sociais pela USP em 1981, concluiu em 1984 o mestrado em Conservação Fotográfica pela School of Photographic Arts and Sciences, do Rochester Institute of Technology (EUA). Foi coordenador do Centro de Conservação e Preservação Fotográfica da Funarte entre 1984 e 1991. Desde 1999 coordena a área de fotografia do Instituto Moreira Salles.

Tiago Moraes é formado pelo Art Center College of Design (Califórnia, EUA), com mestrado na Escola de Belas Artes da UFRJ, vive e trabalha no Rio de Janeiro. Desde 1980 desenvolve pesquisa com processos fotográficos como cianotipia, salt print e goma bicromatada, com os quais criou a série Mar, além de dezenas de panorâmicas do Rio, Nova York e Paris, entre outras cidades.

João Sánchez é formado em gravura pela Escola de Belas Artes da UFRJ. Viveu e trabalhou em Madri, na Espanha, de 2007 a 2011, focando suas atividades em impressão e edição de obra gráfica. Em 2011 abriu no Rio de Janeiro o ateliê Estúdio Baren, realizando projetos próprios e em colaboração com artistas, galerias e instituições.

Roger Sassaki é bacharel em fotografia pelo SENAC-SP e mestrando em Poéticas Visuais pela ECA-USP. Como fotojornalista trabalhou na área de cultura, e é autor de dois ensaios sobre comunidades ribeirinhas do Rio São Francisco. Criador do blog Imagineiro (imagineiro.com.br), desde 2012 vem pesquisando processos históricos fotográficos.

Ailton Silva é fotógrafo, impressor especializado em processos analógicos históricos e contemporâneos, é responsável pelo laboratório fotográfico do Instituto Moreira Salles, dedicado à preservação e restauração de acervos de negativos originais. Iniciou seu trabalho autoral em 2007 e apresentou sua produção em exposições individuais e coletivas.


Exposição relacionada