Por Dentro dos Acervos Veja Mais +

Sobras premiadas

19 de outubro de 2017

O tradicional prêmio Nadar, concedido desde 1955 ao melhor livro de fotografia publicado na França, foi conquistado em 2017 por Sobras, que reúne imagens da derradeira série feita pelo artista paulista Geraldo de Barros (1923-1998), abrigada desde 2015 no acervo do Instituto Moreira Salles em regime de comodato.  Um dos expoentes da arte e da fotografia modernas do país, Geraldo de Barros produziu esta série (colagens sobre negativos de vidro) em seus dois últimos anos de vida, a partir de fotos de família guardadas por décadas.

Publicado pela Éditions Chose Commune, o livro de 124 páginas traz ainda um breve texto de ficção assinado pela escritora paulista Vanessa Ferrari, inspirada pelas experimentações visuais de Barros, considerado um dos pioneiros da pintura e da fotografia abstrata no Brasil. O Prêmio Nadar é promovido pela associação Gen’s d’Images  em parceria com a Biblioteca Nacional da França – que abrigou a cerimônia de premiação, em 19 de outubro – e o Museu Nicéphore Niépce, com patrocínio do Ministério da Cultural.

A coleção Sobras no IMS é composta por aproximadamente 1.600 peças (249 colagens de negativos sobre vidro e 300 cópias de trabalho) e um vasto material paralelo, como ampliações, negativos e contatos. O instituto adquiriu ainda a série Fotoformas (cerca de 620 itens entre negativos, negativos desenhados, contatos cortados e desenhados), produzida entre 1946 e 1951, época de formação e experimentação do artista, que criava ao mesmo tempo pinturas, desenhos e gravuras.

SOBRE OS ACERVOS

MAIS IMS

Sobre os acervos