Idioma EN
Contraste

Sobre Claude Lévi-Strauss

Etnólogo, antropólogo e filósofo, Claude Lévi-Strauss nasceu em 28 de novembro de 1908, em Bruxelas, Bélgica. É considerado, além de fundador da antropologia estruturalista, um dos grandes intelectuais do século XX. Chegou ao Brasil em 1935, aos 27 anos, integrando a segunda leva de professores estrangeiros convidados a dar aulas na USP. Entre 1935 e 1939, organizou várias missões etnográficas por Mato Grosso e pelo Amazonas. Lecionou na universidade até 1938. O registro das excursões pelas regiões centrais do Brasil se transformaria no clássico Tristes trópicos, de 1955. No livro, Lévi-Strauss revela que a vocação de antropólogo teria nascido justamente durante essas viagens. “Um ano depois da visita aos bororo, todas as condições para fazer de mim um etnógrafo estavam satisfeitas”, escreveu.

O antropólogo voltou à França às vésperas da Segunda Guerra Mundial e pouco depois foi para Nova York dar aulas, trabalhando ainda como conselheiro cultural na embaixada francesa nos Estados Unidos. De volta à França, deu aulas no Collège de France de 1959 até sua aposentadoria, em 1982. Continuou, no entanto, escrevendo ocasionalmente sobre música e poesia, bem como algumas memórias. Foi o primeiro membro da Academia Francesa a chegar aos 100 anos de idade.

Lévi-Strauss morreu em Paris, em 30 de outubro de 2009.

OUTROS ACERVOS

MAIS IMS