Idioma EN
Contraste

Sobre Lêdo Ivo

Seu primeiro romance, As alianças, foi publicado em 1947, mas foi com Ninho de cobras, de 1973, traduzido para várias línguas, que Lêdo Ivo conquistou notoriedade como romancista. Entre os muitos livros de ensaios que publicou, destaca-se a coletânea O ajudante de mentiroso, de 2009. O autor foi membro da Academia Brasileira de Letras, onde tomou posse na cadeira 10 em 1987. Cáustico na crítica e nos comentários, muitas vezes conservou esse tom nas memórias de Confissões de um poeta, de 1979, e O aluno relapso, de 1991. Aos 87 anos, publicou o livro de memórias O vento do mar, em que reuniu 27 ensaios e 40 poemas.

Lêdo Ivo morreu em Sevilha, na Espanha, em 23 de dezembro de 2012.

 

No IMS

O Acervo Lêdo Ivo chegou ao Instituto Moreira Salles em abril de 2006. É formado de biblioteca de 103 livros e 49 periódicos catalogados no site do ims; e de arquivo com aproximadamente: produção intelectual contendo 120 documentos, correspondência com 2.375 itens, 125 documentos pessoais, 693 recortes de jornais e de revistas e 440 fotografias. Merece destaque a correspondência do autor, que reúne cartas que lhe foram enviadas por personalidades mais importantes de sua geração.

 

Em 2007, o ims publicou E agora adeus, seleção dessas cartas.