Walther Moreira Salles: 1951-1960

1951

- Desquita-se de Hélène, de quem já havia se separado.

Na mesma época conheceu Elisa Margarida Gonçalves, com quem viria a se casar. Quando se encontraram, ele tinha 39 anos, e ela, 22.

- Nomeado, pelo presidente Getúlio Vargas, para o cargo de diretor executivo da Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc).

A Sumoc, órgão do Banco do Brasil, antecedeu o Banco Central e desempenhava algumas de suas funções. A indicação colocou-o no mais alto posto da política monetária do Brasil. A principal contribuição de seu mandato foi a criação da Inspetoria Geral dos Bancos.

1952

- Eleito diretor-tesoureiro do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

A presidente do MAM-Rio era Niomar Moniz Sodré. Na década de 1940, estimulado por Francisco de Assis Chateaubriand, Walther havia iniciado suas atividades como mecenas das artes plásticas, ao colaborar na constituição do acervo do Museu de Arte de São Paulo (Masp), participar da doação de importantes obras de arte. A relação com Assis Chateaubriand, dono da rede de jornais Diários Associados (a maior da época) e grande mecenas, se estendeu por muitos anos, marcada por uma amizade crescente.

- Nomeado pelo presidente Getúlio Vargas para o posto de embaixador do Brasil em Washington.

Sua designação teve como objetivo principal a negociação de empréstimos com bancos e com o governo norte-americanos. Sua atuação foi exitosa e abriu-lhe as portas do mundo oficial e do mercado financeiro nos Estados Unidos. Ficou no posto menos de um ano.

1953

- Depõe na Comissão Parlamentar de Inquérito sobre financiamento ao jornal Última Hora.

Quando embaixador em Washington, foi chamado ao Rio de Janeiro para depor numa Comissão Parlamentar de Inquérito. O fato investigado era a concessão de um empréstimo pelo Banco do Brasil à Editora Erica, que viria a criar o jornal Última Hora, dirigido por Samuel Wainer. A oposição alegou favorecimento e conseguiu uma grande repercussão na imprensa e na Câmara dos Deputados. Embora tenha provado sua inocência, ganhou a inimizade eterna – e virulenta – de Carlos Lacerda, dono do jornal Tribuna da Imprensa.

1954

- Casa-se com Elisa Margarida Gonçalves.

A cerimônia civil aconteceu de maneira discreta numa pequena cidade do sul da França. Em 1965, após o Vaticano anular seu casamento anterior, ocorreu a cerimônia religiosa, em Roma.

- Participa da diretoria da Interamericana de Financiamento e Investimento S.A.

Era uma demonstração do crescimento dos negócios com o grupo Rockefeller. Foi também um movimento de diversificação das atividades financeiras do Grupo Moreira Salles.

1955

- O Banco Moreira Salles adquire o controle acionário do Banco do Comércio S.A.

Foi a primeira das muitas fusões e incorporações feitas pelo Banco Moreira Salles, que já vinha apresentando um crescimento notável: em 1950 tinha 73 agências e graças à aquisição do Banco do Comércio chegaria em 1960 com 177, metade das quais em São Paulo.

1956

- Walther Moreira Salles Junior, primogênito de Walther e Elisa, nasce no Rio de Janeiro, no dia 12 de abril.

1958

- Patrocina a pesquisa e a publicação de livro Aleijadinho et la sculpture barroque au Brèsil, de Germain Bazin.

A publicação do livro mostra seu continuado envolvimento com as atividades artísticas. Este seria o primeiro de uma série de importantes livros de arte que patrocinaria ao longo da vida, tais como O Brasil de Thomas Enders, de Gilberto Ferrez, em 1976, A história das artes no Brasil, de Walter Zanini, em 1983, e a edição fac-similar do Manual do perfeito cozinheiro das almas, de Oswald de Andrade, em 1987.

- O Grupo Moreira Salles participa da Financeira Internacional do Brasil – Crédito, Financiamento e Investimento.

A empresa era liderada pelo Grupo Rotschild e foi o primeiro movimento do grupo na captação de recursos externos para financiar empresas brasileiras.

1959

- Nomeado pelo presidente Juscelino Kubitschek para o posto de embaixador do Brasil em Washington.

A nomeação novamente tinha como objetivo a renegociação da dívida externa, especialmente junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI), com quem Juscelino havia rompido publicamente. A negociação mais uma vez teve êxito, e a estada em Washington, no trepidante período Kennedy, colocou o casal Moreira Salles no centro do mundo das altas finanças e da alta sociedade internacional. Foi quando conheceu Santiago, então funcionário da embaixada, que viria a ser seu mordomo e amigo por toda a vida. Walther ficaria como embaixador por pouco mais de um ano.

- Pedro Moreira Salles, segundo filho do Walther e Elisa, nasce em Washington, no dia 21 de outubro.

1960

- O município de Moreira Salles é emancipado.

Em 1949, a Comissária Exportadora e Importadora União havia adquirido uma área de 7,5 mil alqueires em Campo Mourão, no norte paranaense, e João Moreira Salles dedicou-se à sua colonização e ao desbravamento da área, loteando as terras para cultivo de café. O empreendimento atraiu tanto interesse que, 11 anos depois, o núcleo primitivo foi transformado em município autônomo.

OUTROS ACERVOS