Idioma EN
Contraste

IMS restaura e amplia instalações de seu centro cultural no Rio

12 de maio DE 2022
IMS Rio em fotos de Robert Polidori (Acervo IMS)

O Instituto Moreira Salles realizará uma reforma de sua sede no Rio de Janeiro para melhor receber seus visitantes em exposições e eventos futuros. Depois de mais de 20 anos aberto ao público, é uma obra que se faz necessária. A casa no bairro da Gávea passará por um restauro, e as reservas técnicas dos acervos serão ampliadas. Durante o tempo necessário para essas obras, o centro cultural permanecerá fechado. Os trabalhos começarão em abril de 2023 e devem se estender por cerca de quatro anos.

Projetada pelo arquiteto Olavo Redig de Campos em 1948 e inaugurada em 1951 como residência da família Moreira Salles, a casa que é sede do IMS Rio está situada na rua Marquês de São Vicente, 476, no alto da Gávea, em um terreno de aproximadamente 10 mil metros quadrados, em meio à mata da floresta da Tijuca. Em 1999, passou por adaptações para se transformar em centro cultural. Tanto a casa como seus jardins, projetados pelo paisagista Burle Marx, são tombados pelo Patrimônio Histórico Municipal do Rio de Janeiro. O projeto de restauração da casa passará pela aprovação dos órgãos competentes e seguirá todas as normas que regem a preservação de patrimônio histórico.

Nas edificações que abrigam reservas técnicas de acervos, está prevista uma ampliação, além da adequação tecnológica e de acessibilidade. Novas salas de exposição e um auditório bem equipado para sessões de cinema e eventos também fazem parte do novo projeto, que será desenvolvido pelo escritório Bernardes Arquitetura. Toda a obra será realizada com recursos próprios do IMS.

Enquanto as obras acontecem, os acervos e a administração do IMS Rio ficarão sediados no bairro da Glória, para onde se mudarão no início de 2023. Ali, as equipes que cuidam dos acervos continuarão trabalhando e atendendo pesquisadores que desejem consultar documentos e imagens.

O IMS também pretende assegurar sua presença na cidade com programação cultural. Para isso, está mantendo entendimentos com instituições cariocas para firmar parcerias e realizar exposições e eventos no período em que o IMS Rio estará fechado.

Até o fim de março de 2023, o IMS Rio continuará funcionando normalmente. No próximo dia 21 de maio, será inaugurada a exposição Constelação Clarice, sobre a escritora Clarice Lispector, que fica em cartaz até 9 de outubro; em seguida, será aberta a mostra do fotógrafo Miguel Rio Branco, que ocupará o centro cultural entre 5 de novembro de 2022 e 26 de março de 2023, quando o espaço fechará para as reformas.