Conversa na Galeria: #RioUtopico

Conversa

com Rosangela Rennó e convidados

Quando

17 de março de 2018, sábado
Às 17h

Entrada gratuita

Sujeita à lotação

IMS Rio

Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea – Rio de Janeiro - RJ

Foto de Leonardo Wen Magalhães

Sobre a atividade

Encontro com Rosangela Rennó e cinco jovens moradores do Rio de Janeiro que têm fotografado e pesquisado as comunidades onde vivem a propósito da exposição #RioUtópico. A mostra parte de comunidades cujos nomes sugerem uma situação utópica para criar um mapeamento fotográfico espontâneo da cidade.


Sobre os participantes

Rosângela Rennó formou-se em arquitetura pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (1986) e em artes plásticas pela Escola Guignard, Belo Horizonte (1987). É doutora em artes pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (1997). Participou de inúmeras exposições, entre elas, na Photographer’s Gallery, Londres (2016), e no Oi Futuro Flamengo, Rio de Janeiro (2016).

Guilherme Roberto, morador do Morro do São Carlos, formado em Comunicação/Jornalismo pela PUC-RJ. Possui experiências diversas junto a instituições da área social e organizações não governamentais;

Lucas Ururahy, morador de Sepetiba, artista urbano (fotógrafo e pintor/grafiteiro);

Nathalia Menezes, moradora do Complexo do Alemão, graduanda em Comunicação/Publicidade e Propaganda pela Unisuam. Possui experiência em produção cultural, vídeo e comunicação comunitária, grande parte voltada para o próximo território e de outras favelas cariocas;

Hector Santos, morador do Complexo do Alemão, estudante do 3º ano do ensino médio. Possui experiência em assistência de projetos sociais, monitoria de oficinas de comunicação e produção cultural;

Thais Alvarenga, fotógrafa freelancer. Formada pela Imagens do Povo/Observatório de Favelas.


Como participar

Entrada gratuita, sujeita à lotação.


O que é o Conversa na galeria?

A série Conversas na galeria promove o encontro de críticos, professores e especialistas com o público nos espaços expositivos do IMS, estimulando o debate em contato direto com as obras de arte.