Câmera aberta, de Michael Wesely

Exposição

Entrada gratuita
20 de setembro de 2017 a 30 de setembro de 2018

IMS Paulista

Estúdio
Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP

Horário

Terças a domingos e feriados, das 10h às 20h. Às quintas, exceto feriados, das 10h às 22h. 

Contato

(11) 2842-9120

imspaulista@ims.com.br

Apresentação

Curadoria

Thyago Nogueira

Na Internet

Imprensa

(11) 3371-4455
comunicacao@ims.com.br

Câmera aberta é um projeto do artista alemão Michael Wesely iniciado em 2014 a convite do IMS, com curadoria de Thyago Nogueira, coordenador de fotografia contemporânea do instituto. Wesely instalou seis câmeras – quatro analógicas e duas digitais – nas fachadas dos edifícios vizinhos à obra do IMS Paulista, que capturaram continuamente imagens das quatro faces do novo centro cultural sendo construído.

As imagens foram captadas por meio de uma técnica desenvolvida pelo artista, que utiliza câmeras construídas por ele que permitem expor um mesmo negativo ao longo de muitos anos, condensando diversos momentos em uma única fotografia. As câmeras registraram a obra do IMS Paulista por quase três anos e foram desinstaladas ao final da construção, em 2017. “Todo o processo de construção [do prédio] deixa rastros na fotografia, e é surpreendente notar o que fica visível”, diz Wesely. As quatro imagens do projeto e uma das câmeras utilizadas ficarão expostas no Estúdio, espaço que ocupará o último andar do IMS Paulista.


Visitação

Entrada gratuita
De 20 de setembro de 2017 a 30 de setembro de 2018

Terças a domingos e feriados, das 10h às 20h.
Às quintas, exceto feriados, das 10h às 22h.

Última admissão 30 minutos antes do horário de encerramento.

IMS Paulista
Estúdio
Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP


Imagens


Vídeos


Sobre o artista

Michael Wesely (1963) nasceu em Munique, onde estudou fotografia na Bayerische Staatslehranstalt für Photographie, graduando-se na Akademie der Bildenden Künste München. Participou de diversas exposições internacionais, entre elas a 25ª Bienal de São Paulo. Pioneiro em fotografias de longuíssima exposição, suas imagens mais célebres são as da reforma da praça Potsdamer, em Berlim, que se estendeu por dois anos. Wesely fotografou também a expansão do Museu de Arte Moderna de Nova York.

Michael Wesely montando seu equipamento em 2014 (Ricardo Ianuzzi)

Conteúdo relacionado


Na loja do IMS


ZUM 10

A edição traz o o tempo condensado de Michael Wesely nas imagens da reforma da Potsdamer Platz, em Berlim. Mais: o trabalho que o fotógrafo japonês radicado no Brasil Tatewaki Nio tem desenvolvido na Bolívia; uma série inédita apresentada por Odires Mlászho, em que o artista se apropria de fotografias de guerras, protestos e desastres ecológicos veiculadas na grande imprensa.


Outros acervos