Coleção José Ranauro: memória da cidade

IMS Poços de Caldas

Rua Teresópolis, 90

Poços de Caldas/MG

CEP 37701-058

Visitação

Exposição encerrada.
De 22 de outubro de 2016 a 27 de agosto de 2017

Horário

De terça a domingo e feriados (exceto segunda), das 13h às 19h

Contato

Tel.: (35) 3722-2776

Apresentação

Curadoria

Teodoro Stein Carvalho Dias

Na Internet

#ColecaoJoseRanauro

Imprensa IMS

(21) 3284-7400 imsrj@ims.com.br

A exposição Coleção José Ranauro – Um olhar diletante sobre a memória da cidade, fica em cartaz no Instituto Moreira Salles de Poços de Caldas de 22 de outubro de 2016 a 27 de agosto de 2017 e reúne imagens que revelam um pouco da história do lugar, sua arquitetura e sua gente, protagonistas e figurantes das grandes transformações ocorridas entre o início do século XX e a década de 1930.

A mostra apresenta parte substancial do material reunido por José Ranauro e faz parte do projeto de Fotografia Vernacular desenvolvido pelo Instituto Moreira Salles. Composta por cerca de 660 imagens, a coleção foi adquirida pela prefeitura e está sob a guarda do Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas.

José Ranauro Sobrinho (1908-1983), filho de imigrantes italianos e funcionário público, herdou de sua mãe a prática de um colecionismo curioso de imagens da cidade em que vivia e de seus habitantes. Analisando-se o conjunto, percebe-se que Ranauro dedicava-se a ele como um historiador diletante. Os documentos adquiridos eram identificados com seu nome no centro da imagem e, posteriormente, recebiam um carimbo com suas iniciais. Ao contrário de uma coleção de fotografias tradicional, que preserva a integridade da imagem, aqui elas se tornavam objetos pessoais afetivos de seu proprietário, sem um objetivo claro de divulgação.

Os componentes das imagens – quer vistas da cidade, personalidades políticas, operários e cidadãos comuns – recebem números e setas indicativas, e são identificados nas legendas de cartolina amarela ou rosa coladas às fotografias. Essas legendas ocupam sem dúvida lugar de destaque na coleção: além de identificarem a imagem, vêm acompanhadas de comentários pessoais que denunciam o apreço do colecionador pela cidade em que nasceu.

A parceria que se inaugura entre as duas instituições fundamenta-se na necessidade de divulgação do consistente acervo iconográfico do Museu Histórico e Geográfico aliado à disponibilidade de espaços expositivos adequados do IMS.

Exposição encerrada.

Imagens


Sobre os acervos

Mais IMS