Estação do diabo

Ang panahon ng halimaw

Direção

Lav Diaz

Informações

Filipinas
2018. 234min

Formato de exibição

DCP

No final dos anos 1970, uma gangue de policiais controlada por militares aterroriza uma remota aldeia nas Filipinas, infligindo terror físico e psicológico aos cidadãos. As pessoas são constantemente alimentadas com boatos sobre o líder da aldeia. Algumas lutam, recusando-se a desistir. Enquanto isso, o poeta, professor e ativista Hugo Haniway tenta descobrir a verdade sobre o desaparecimento de sua esposa.

Uma ópera rock com música e letras compostas por Lav Diaz, inspirada em eventos e pessoas reais e ambientada na ditadura de Ferdinando Marcos. Em entrevista à revista Film Comment, o diretor fala declara:
“Tudo começou com o filme de gângster que estou escrevendo. Enquanto escrevia o roteiro para esse filme de gângster, ou filme noir, comecei a escrever músicas ao mesmo tempo. Enquanto fazia isso, eu continuava ouvindo, assistindo e lendo sobre o que se passa nas Filipinas. E todas essas coisas trouxeram informação às músicas. E eu continuei escrevendo e lamentando e chorando – compondo marchas fúnebres para o meu país. É muito elegíaco. E a partir daí pensei que talvez pudesse usá-las para fazer um musical. Eu vi muitos musicais, mas como cineasta não estou familiarizado com a forma – é mais pelo que já vi. Então pensei nisso conceitualmente e criei todo esse folclore pagão: a coruja, a cobra, o traidor, os homens sábios. Tomei emprestadas algumas figuras mitológicas ocidentais, como o homem com cara de Jano, cujo nome é Narciso. Assim, todas essas funções semióticas foram usadas para os personagens, assim como a semiótica, o uso do significado, foi usada nas canções. É um misto de realismo com perspectivas conceituais.”

Leia a íntegra da entrevista, em inglês.


Programação

Não há sessões previstas para esse filme no momento.


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

As bilheterias vendem ingressos apenas para as sessões do dia. No site, as vendas são semanais: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.

IMS Paulista
Terça a quinta: R$20 (inteira) e R$10 (meia). Sexta a domingo e feriados: R$26 (inteira) e R$13 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

IMS Rio
Terça a quinta: R$22 (inteira) e R$11 (meia). Sexta a domingo e feriados: R$26 (inteira) e R$13 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 11h até o início da última sessão de cinema do dia, na recepção.


Trailer


Conteúdo relacionado