Por Dentro dos Acervos Veja Mais +

O mundo de Drummond

31 de outubro de 2016

Uma aula do músico e ensaísta José Miguel Wisnik foi a principal atração da sexta edição do Dia D, evento promovido pelo Instituto Moreira Salles para divulgar e celebrar a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade, que nasceu em 31 de outubro de 1902. No sábado, dia 29, no IMS do Rio de Janeiro, Wisnik falou longamente sobre o poema “A máquina do mundo”, que pode ser lido, segundo o livre-docente em literatura brasileira pela USP, como uma referência para o entendimento da obra do escritor mineiro, marcada pela desenfreada história da mineração em seu estado e principalmente em sua Itabira natal. Publicado originalmente em 1951 no livro Claro enigma, o poema ecoa o retrato de um capitalismo explorador e transformador de cidades e pessoas que percorre a literatura drummondiana. Além de Wisnik, o Dia D também contou com a participação de Luciano Rosa, doutor em literatura brasileira pela UFRJ, que fez uma leitura comentada de alguns poemas de Drummond.

 

Aula de José Miguel Wisnik sobre “A máquina do mundo”

Criado pelo Instituto Moreira Salles em 2011, o Dia D – Dia Drummond já faz parte do calendário cultural de centros culturais, universidades, escolas, bibliotecas e livrarias de várias cidades. Nesta data, saraus, palestras e leituras ajudam a espalhar e a lembrar a vasta obra do autor mineiro, que tem parte de seu acervo (milhares de livros e documentos) sob a guarda do IMS.

 

Folheto do Dia Drummond 2016

Inclui o poema “A máquina do mundo”; textos de José Miguel Wisnik e de Flávio Pinheiro, superintendente executivo do IMS; e informações sobre todas as edições do Dia Drummond.

 

MAIS


Acervo Carlos Drummond de Andrade no IMS

Site do Dia D – Dia Drummond

Sobre os acervos

Mais IMS