Catálogo da exposição Artur Pereira: esculturas, realizada em 2009 pelo Instituto Moreira Salles. Com 59 esculturas, a mostra constitui um recorte da obra de Pereira, com trabalhos representativos de seus vários momentos, tanto do ponto de vista cronológico quanto em relação aos diferentes partidos formais adotados.

Artur Pereira (Cachoeira do Brumado, mg, 1920-Mariana, mg, 2003) nasceu no pequeno vilarejo de Cachoeira do Brumado, distrito de Mariana, uma das mais importantes cidades mineiras do ciclo do ouro. O povoado tem uma longa tradição artesanal, ligada, sobretudo, à confecção de artefatos em pedra-sabão e de tapetes de pita. Desde pequeno, Artur Pereira modelava pequenas figuras em barro, em geral para presépios. Mais tarde, passou a esculpir em madeira, colando partes dos corpos (braços, mãos etc.) – prática que abandonaria por completo – e pintando-os. Em 1968, o escultor realizou seus primeiros trabalhos de conjunto, mas por toda a vida alternaria a criação de figuras individuais, em geral bichos, esculturas compostas de vários animais e, por vezes, figuras humanas. A partir de 1971, quando ganhou o concurso de presépios promovido pela Fundação de Arte de Ouro Preto, seu trabalho conquistou um pouco mais de projeção. Suas vendas, inicialmente feitas nas lojas de artesanato das cidades históricas de Minas Gerais, aos poucos passaram a ser feitas por galeristas de várias cidades do país, interessados em expor e difundir sua escultura.