Idioma EN
Contraste

um retângulo na mão


VIDA E OBRA DO FOTÓGRAFO

5 de novembro de 1931 – Nasce em Santiago do Chile.

1941-1949 – Faz seus estudos primários e secundários no colégio Saint George, em Santiago.

1949 – Viaja para os Estados Unidos com o objetivo de estudar engenharia florestal na Universidade da Califórnia, em Berkeley. Compra sua primeira Leica.

1950 – Estuda na Universidade de Michigan, em Ann Arbor.

1951 – Morre em um acidente o irmão mais moço, em Santiago; abandona a universidade para viajar pela Europa e pelo Oriente Médio com a família. Na volta, passa um ano enclausurado em La Reina, no Chile.

1952 – Presta serviço militar na Infantaria de Montanha.

1953 – Apresenta suas primeiras fotografias de crianças abandonadas no Hogar de Cristo e na Fundação Mi Casa, para os quais começa a trabalhar.

1954 – Envia algumas fotos para Edward Steichen, no MoMA, em Nova York, que compra algumas delas. O fato estimula Sergio Larrain a prosseguir na fotografia.

1956 – Torna-se fotógrafo da revista O Cruzeiro Internacional ao mesmo tempo em que frequenta o meio artístico e intelectual chileno.

1957 – Viaja constantemente pelo Chile e pela América Latina; colabora com a jovem companhia teatral Teatros de Mimos. Exposição de sua obra acontece na Sala del Ministerio de Educación, em Santiago.

Abril de 1958 – Expõe em companhia de Sheila Hicks no Palacio de Bellas Artes de Santiago, depois em Buenos Aires, na galeria Galatea.

Inverno de 1958-1959 – Recebe bolsa do British Council, que lhe permite trabalhar em Londres.

Janeiro de 1959 – Primeira publicação de suas fotos de Valparaíso, em O Cruzeiro Internacional; o texto também é de sua autoria.

1959 – Conhece René Burri e Henri Cartier-Bresson; ingressa na cooperativa Magnum Photos, em Paris.

1960 – Faz inúmeras reportagens, especialmente no Irã, na Argélia e na Sicília.

23 de novembro de 1960 – Casa-se, em Lima, com a peruana Francisca Truel.

22 de agosto de 1961 – Nasce sua filha Gregoria.

Maio de 1963 – É publicada sua primeira obra: El rectángulo en la mano. Trabalha intensamente em Valparaíso, com Pablo Neruda.

1964 – Funda a agência de comunicação artística Tecni-Kalyas.

1965 – Exposição Photographs by Sergio Larrain, apresentada no Art Institute de Chicago, e publicação de En el siglo XX, depoimento sobre crianças de rua, com projeto gráfico de Larrain.

1966– Publicação, na revista Du Atlantis, de ensaio sobre Valparaíso acompanhado de texto inédito de Neruda. Lançamento do livro Una casa en la arena, sobre a casa do poeta. Decide afastar-se da Magnum e trabalhar por conta própria.

1967 – Publicação de Nosotros, suplemento dedicado à agricultura chilena, para o jornal La Nación.

1968 – Publicação da obra Chili, pelas Éditions Rencontre.

Fevereiro de 1969 – Muda-se para Arica com o objetivo de acompanhar os ensinamentos de Oscar Ichazo, fundador do Instituto Arica. Lá conhece, em 1970, Paz Huneeus, que será a mãe de seu filho Juan José, nascido em 5 de julho de 1973.

1972 – Afasta-se da comunidade de Arica; de volta a Santiago, trabalha para as revistas Paula e Vea.

11 de setembro de 1973 – Integra um grupo de fotógrafos encarregado de cobrir o golpe de Estado no Chile.

1978 – Instala-se definitivamente em Tulahuén, com o filho; lá, pratica ioga, meditação e desenho, levando vida de asceta.

1991 – Publicação, na França, da obra Valparaiso; exposição no Festival Rencontres de Arles. Na ocasião, diversos artigos são escritos a seu respeito. A exposição Valparaiso terá ampla circulação na Europa.

1998 – Publicação da obra London 1958-59 e exposição em Paris e Londres.

1999 – Exposição no Ivam de Valência (Espanha), acompanhada de catálogo prefaciado por Roberto Bolaño; decide parar de expor seu trabalho.

2005 – Publicação da obra Things as They Are, Photojournalism in Context Since 1955, na qual a revista Du Atlantis, dedicada a Valparaíso, é inteiramente reproduzida.

2008 – Publicação da obra Magnum Magnum, comemorando os 60 anos da agência. Cada fotógrafo escolhe outro fotógrafo e comenta sua obra.

7 de fevereiro de 2012 – Morre em Tulahuén.

2012 – Publicação de Fotolivros latino-americanos, de Horacio Fernández, uma história dos livros de fotografia latino-americanos, em que Larrain está representado com duas obras. Lançamento, no Chile, do estudo de Gonzalo Leiva a respeito de Sergio Larrain.


Mais eventos

Mais IMS