Sergio Larrain: um retângulo na mão

Exposição

Encerrada
De 12 de maio a 9 de setembro de 2018

IMS Rio

Galeria Marc Ferrez
Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro/RJ

Horário

Terça a domingo e feriados (exceto segunda), das 11h às 20h

Contato

(21) 3284-7400
imsrj@ims.com.br

Apresentação

O fotógrafo chileno Sergio Larrain atravessou o mundo da fotografia como um meteoro, constituindo em poucos anos uma obra riquíssima, marginal e genial. Esta ampla retrospectiva de seu trabalho, organizada pela curadora francesa Agnès Sire, dá conta de toda a sua produção: o começo fotografando crianças de rua em Santiago, a série de viagens profissionais, o trabalho como correspondente internacional, membro da agência Magnum, o olhar amadurecido de volta à terra natal, até sua precoce retirada, quando faz opção por uma vida de isolamento e meditação.

A esta grande mostra, que começou no Festival de Arles de 2013 e rodou o mundo, os curadores Miguel Del Castillo e Samuel Titan Jr., do IMS, acrescentam uma breve seção que recupera a passagem de Larrain pela revista O Cruzeiro Internacional.

Curadoria

Agnès Sire

Na Internet

larrain.ims.com.br

#expoLarrain

Imprensa

(11) 3371-4455
comunicacao@ims.com.br

Visitação

Exposição encerrada
De 12 de maio a 9 de setembro de 2018

Terças a domingos e feriados (exceto segundas), das 11h às 20h.

IMS Rio
Galeria Marc Ferrez
Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro/RJ


Obras


Larrain em O Cruzeiro internacional

Criada em 1957 para falar da América Latina para os latino-americanos, a revista O Cruzeiro Internacional contou até seu fim, em 1965, com uma renomada equipe de colaboradores brasileiros e estrangeiros. Entre os últimos estava o chileno Sergio Larrain, em seu primeiro emprego como fotógrafo freelance. Nestes anos de formação, como lembra o curador Miguel Del Castillo, Larrain criou o gosto pelo fotojornalismo que o levaria a se aproximar, mais tarde, do francês Henri Cartier-Bresson e, em seguida, a se associar à agência Magnum.

"Pablo Neruda y el mar", texto de Santiago del Campo e fotos de Sergio Larrain. O Cruzeiro Internacional, ano III, n. 8, 16/4/1959, pp. 52-55. © Acervo Jornal Estado de Minas.

Vídeos


Sobre Sergio Larrain

Sergio Larrain (1931-2012). O chileno começou a trabalhar com fotografia em 1949, quando comprou sua primeira câmera Leica, nos Estados Unidos, onde fora estudar. Estimulado pela aquisição de algumas fotos suas pelo MoMa, de Nova York, em 1954, Larrain investiu em seu trabalho e em 1956 tornou-se freelancer da revista O Cruzeiro Internacional, viajando pela América Latina. Em 1959 ingressou na equipe da prestigiada agência Magnum, na qual ficou até 1966. Seus últimos trabalhos datam do início dos anos 70, porém sua obra singular, fora dos padrões, continuou a ser exposta e lembrada pelo mundo. (Na imagem: Sergio Larrain em Paris, 1959. © Sergio Larrain/Magnum Photos)


Eventos paralelos

Fotolivro de cabeceira com Jorge Schwartz | IMS Paulista
Sobre El rectángulo en la mano, de Sergio Larrain
20 de outubro de 2018, sábado, das 11h às 12h30
Entrada gratuita


Montagem no IMS Rio


Conteúdo relacionado


Itinerário da exposição

São Paulo, Brasil
IMS Paulista
Em abril de 2019
Página da exposição Sergio Larrain: um retângulo na mão no IMS Paulista

Rio de Janeiro, Brasil
IMS Rio
De 12 de maio a 9 de setembro de 2018


Na loja do IMS

El rectángulo en la mano

Edição fac-similar do primeiro livro do fotógrafo Sergio Larrain, publicado em 1963 na coleção Cadernos Brasileiros, editada pelo poeta Thiago de Mello, então adido cultural da embaixada brasileira no Chile. Traz 17 imagens e um texto da curadora Agnès Sire.

Exposição encerrada.


Sobre os acervos