Idioma EN
Contraste

Sobre J. Carlos

Desenhista incansável, produziu, em 40 anos de carreira, mais de 50 mil desenhos, registrando as profundas transformações pelas quais passaram o Brasil e o mundo, da República Velha ao Estado Novo, a Revolução de 1930, duas guerras mundiais, mudanças urbanísticas e novos hábitos no Rio de Janeiro. Viu serem erguidos arranha-céus, a chegada do automóvel, do cinema, da televisão e o surgimento de novos costumes, como famílias frequentando a praia ou torcendo em estádios de futebol. Grandes mudanças que J. Carlos eternizou em seus desenhos.

Por ter trabalhado a vida inteira na imprensa, a maior parte dos originais de seus desenhos se perdeu, ficaram no acervo de alguma redação ou desapareceram entre os demais papéis das gráficas que imprimiam revistas e jornais. Não fosse o cuidadoso trabalho de resgate de seu filho, essa coleção não teria se formado. A coleção Eduardo Augusto de Brito e Cunha reúne aproximadamente mil desenhos originais de J. Carlos e um grande conjunto com sua obra publicada em periódicos. Exemplares de revistas como Careta, Para Todos, Fon-Fon, Almanaque Tico-Tico, entre outras, foram encadernados e mantidos em excelente estado de conservação.

A coleção foi incorporada ao acervo de iconografia do IMS no início de 2015 e, desde então, a equipe, apoiada pelo consultor Cássio Loredano, dedica-se à pesquisa, à catalogação e à conservação de suas obras.

OUTROS ACERVOS

MAIS IMS