Quatro artistas paulistas


Apresentação de Teodoro Stein Carvalho Dias

Curador da exposição

O Instituto Moreira Salles de Poços de Caldas apresenta a exposição Quatro artistas paulistas, que reúne trabalhos de Ana Calzavara, Celina Yamauchi, Marcia Cymbalista e Marco Buti e dá prosseguimento à mostra baixa, levada pelos artistas na Galeria Virgílio (São Paulo), em 2018. Essa reunião de obras de caráter bastante distinto em seus procedimentos tem uma unidade que percorre a exposição e torna possível e enriquecedor esse agrupamento. Pinturas, desenhos, fotografias, gravuras e vídeos compartilham qualidades poéticas comuns, e um apreço pelo desenho em processos de um fazer intimista, mais preocupado em desvendar sutilezas que provocar estridências.

A fonte de imagens da obra de Ana Calzavara é a cidade e seus desdobramentos. Os registros fotográficos capturados em seus percursos urbanos estruturam a sua pintura em contínuo exercício de síntese da paisagem em favor de sua linguagem pictórica. As fotografias que acompanham o conjunto vem reforçar o caráter híbrido desses dois meios das artes visuais.

Ao definir suas escolhas em desenhos-pinturas usando têmpera de ovo e ponta de metal (prata, couro, cobre), Marcia Cymbalista constrói uma série de trabalhos de pequeno formato, a que dá o nome de “Portas de enrolar”, quase abstrações que emprestam técnicas renascentistas da História da Arte para revelar questões do tempo, tão caras ao repertório da arte contemporânea.

Celina Yamauchi apresenta fotografias digitais e impressas a jato de tinta sobre papel de imagens urbanas que trazem, na sua carga de mistério, um apurado domínio da luz que provoca transcendência naquilo que seria banal sem esse conhecimento. As longas tiras de papel branco que recebem essas impressões, que tanto se prestam à tradição japonesa do uso desse material, conferem a leveza imprescindível à manifestação poética do trabalho.

Gravador e viajante, Marco Buti produz gravuras, fotografias e vídeos que revelam a essência dessas experiências. A passagem de um tempo dilatado, captada nas séries de gravuras cujas matrizes se modificam, e nos registros de vídeos editados num conjunto, não tem nenhuma intenção de constituir relatos. Revelam, isso sim, o olhar aguçado e poético do artista ao experimentar o mundo além de quatro paredes.


Mais IMS