Idioma EN
Contraste

Slam das Minas RJ

Slam das Minas RJ é um coletivo artístico que organiza uma batalha lúdico poética itinerante no estado do Rio de Janeiro, dando visibilidade a mulheres [héteras, lésbicas, bis, ou trans], pessoas queer, agender, não bináries e homens trans. Formado pelas poetas Andrea Bak, Moto Tai, Genesis, Tom Grito e Rainha do Verso, e ainda Débora Ambrósia (produção), Lian Tai (vídeos) e DJ Bieta (sonorização).

Instagram
/slamdasminasrj

Quarentena Poética

Vídeo poemas de artistas convidadas.


Jazz Poesia

Sai do meio

Até quando
Esperaremos pra acender
a própria luz?

Até quando
deixaremos a inveja
do que conduz
o outro nos afetar?

E quando o amor
será mais importante
em um mundo onde
arrancar os corações
na faca, e jogar
os corpos na vala
é normal?

Eu já vi
minhas trevas
já fui ruim a bessa
mas também sei
de minha luz
é a melhor escolha
que fiz, foi amar.

Sempre testarão
a sua fé
Falarão de Jesus
de Nazaré sem saberem
quem ele é, em nome
dele matará.

O que chamam
de humilhação
eu chamo
de humildade

Desde minha infância
o que chamam
de humilhação
eu chamo
de humildade

Porque preferir
Sorrir ou chorar
do que compactuar
com a violência
que te atravessa
do que quebrar uma
garrafa em sua cabeça
e me chamaram
de covarde.

Não queira libertar
minhas trevas
se a violência entrar aqui
ela vai ter que dialogar.

Já usaram da tua
vontade de fazer
o bem, para em ti
gerar o mal.
E você nem viu
como a violência entrou
não faz sentindo eu
defender os meus oris
falando mal do
teu senhor, mantando
quem me matou
dizendo que minha
palavra é amor.

Da boca pra fora
amor
do peito pra dentro
"eu quero é fogo"
da boca pra fora
amor
do peito pra dentro
vingança

Mas bendita
seja as crianças
porque delas é
feito a luz na mesma
Proporção
de minhas trevas.

Da boca pra fora
ancestralidade
do peito
pra dentro o que
te restou?
E as rezas?

Dandara
tornou a falar:
sai do meio meu filho
nem todo preto
é seu amigo.

Tão te pegando
pela culatra
te ensinando a dar
aquela humilhada
básica, justificando isso
com seu histórico
de vida sofrido.

sai do meio meu filho
e de joelhos se analisa
quanto vale, a sua
pontencia
se ela é fraca, pra
salvar das trevas
sua essência.

Sai do meio meu filho
vai falar com Deus
e os orixás, força
eles vão te dar
eu quero ver quando
você desencarnar.

Sai do meio meu filho
dê de comer aos
famintos
dê de beber aos
sedentos, e aos que
te odeiam sua luz
vai queimar sem
precisar colocar
fogo.

Escuta
o antepassado alertar
acorda, acorda
se a violência entrar aqui
ela vai ter que
dialogar.

Não deixe
as trevas acabar
com vossa luz
abrace a cruz
do amor.

Quero te ver
em aruanda,
sem sangue nas
mãos ou na boca
honrando
nossa banda, na
luz de nosso Senhor.

Porque a justiça
tarda mas,
não falha.
salve Oxanguiã
salve Xangô.

Sai do meio meu filho
acabe com as mágoas
se liberte
das trevas que
te rodeia, e cuida
dessa cabeça
preto preta
Porque a melhor
escolha que
fiz foi amar
minha melhor escolha
foi o amor!

Xauê ba bá.

Jazz Poesia reside em Belo Horizonte, Minas Gerais. Recentemente menino, vem fazendo a transição. Desde 2016 participa de slams e feiras literárias.
instagram.com/jazz_poesia

Eventos ao vivo

Instagram @slamdasminasrj

Quarentena poética ao vivo
Lives com a coletiva e convidadas
Domingos, 15h

17 e 31/5
7, 14 e 21/6
Slam das minas RJ
A tradicional competição valendo vaga para a final anual
24/5 e 28/6
Pocket Show com DJ Bieta e Slam das Minas RJ
Música e poesia
30/6

Mais sobre o Programa Convida
Artistas e coletivos convidados pelo IMS desenvolvem projetos durante a quarentena. Conheça os participantes:

A · B · C · D · E · F · G · H · I · J · K · L · M · N · O · P · Q · R · S · T · U · V · W · X · Y · Z