Caminhada do Flâneur Audiovisual

Oficina

Com Bruna Queiroga e Guilherme Maranhão
Parte do Paulista Cultural 2019

Quando

28 de abril, domingo, das 14h às 18h

Entrada gratuita

Lugares limitados. Mais informações em Como participar.

IMS Paulista

Estúdio
Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP

A proposta da oficina é discutir as maneiras como a fotografia pode registrar as histórias encontradas durante uma caminhada pela cidade. A atividade começa com um bate papo de 30 minutos no IMS Paulista e, em seguida, o grupo caminhará até o MASP, fará um reconhecimento do espaço externo do museu e retornará ao centro cultural. Durante o percurso serão produzidos ensaios fotográficos ou videográficos.

A oficina tem o blog  São Paulo - Passagens com o resultado da primeira edição e hospedará os novos relatos produzidos durante este dia, além de dispor a hashtag #flaneurpaulistacultural.

Primeira ação do projeto Flanêur Audiovisual. Foto de Guilherme Maranhão

Como participar

Quando
28 de abril, domingo, das 14h às 18h.

Entrada gratuita. Lugares limitados.

20 vagas

Distribuição de senhas 60 minutos antes. Limite de 1 pessoa por senha.

Classificação etária: 18 anos.


Sobre os professores

Bruna Queiroga é fotógrafa e pesquisadora em comunicação e cultura visual. Se concentra no trabalho de autor e pesquisa acadêmica. Doutorado em andamento em Meios e Processos Audiovisuais, na ECA/USP. Na teoria, pesquisa fotografia contemporânea com conceitos que transitam entre a comunicação e as artes. Na prática, busca técnicas fotográficas que atendam a melhor forma de expressar sua visão e imaginação. Foi jurada do 5o Concurso de Fotografia Clique o Futuro, realizado pela ALESAT Combustíveis. Participou de exposições na Galeria Virgílio (SP/SP); Espaço GAIA (Campinas/SP); Casa Ranzini (SP/SP); Galeria Neebex (Bogotá/Colômbia).

Guilherme Maranhão nasceu no Rio de Janeiro e reside em São Paulo desde 1985. Na fotografia sua pesquisa está centrada nas alterações do processo de formação de imagens, na subversão das ferramentas produzidas pela indústria e na busca pela irreprodutibilidade mecânica. Realizou exposições individuais no Itaú Cultural, na Gallery 44 em Toronto e no Ateliê da Imagem, no Rio. Participou também das exposições coletivas Desidentidad no IVAM em Valencia, Geração 00 no Sesc Belenzinho e Elogio da Vertigem na MEP entre outras. Em 2007 recebeu o Premio Porto Seguro e em 2014 recebeu o Prêmio Marc Ferrez da Funarte. Tem obras no acervo do MAM-SP, Mac-USP, na Coleção Itaú e em coleções particulares.


Sobre o Paulista Cultural

Casa das Rosas, Centro Cultural Fiesp, IMS Paulista, Itaú Cultural, JAPAN HOUSE São Paulo, MASP e Sesc Avenida Paulista se unem para oferecer um domingo de atividades gratuitas. A Paulista Cultural engloba atividades de teatro, música, artes visuais, dança, literatura, fotografia, gastronomia e cinema.