O poder da imagem

Crítica e representação em Harun Farocki, Bertold Brecht, Vilém Flusser e Didi-Hubermann

Curso

Com Jane de Almeida, Marcela Oliveira, Márcio Seligmann e Ilana Feldman
Relacionado à Harun Farocki: quem é responsável?

Quando

2, 9, 22 e 30 de maio, quartas e quintas, das 19h às 21h

Inscrições

Esgotado (lista de espera disponível). Mais informações em Como participar

IMS Rio

Sala de aula
Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro/RJ

Por ocasião da exposição Harun Farocki: quem é responsável?, o IMS Rio oferece um curso sobre o pensamento crítico do artista alemão a partir de autores que foram referência em sua obra, Bertolt Brecht e Vilém Flusser, e Didi-Huberman, um dos principais comentadores de seu trabalho.

Aula I | Dia 02 de maio, com Jane de Almeida

Aula II | Dia 09 de maio, com Marcela Oliveira

Aula III | Dia 22 de maio, com Márcio Seligmann-Silva

Aula IV | Dia 30 de maio, com Ilana Feldman

Os alunos terão lugar reservado na sessão comentada do filme Intervalo (2007), de Harun Farocki, que ocorrerá no dia 16 de maio, na sala José Carlos Avellar, no IMS Rio, com a participação de João Moreira Salles e Eduardo Escorel.

Still de Imagens do mundo e inscrição da guerra, filme, 75' © HarunFarockiGbR, 1988

Como participar

R$ 200, por 4 encontros
Estudantes, professores e maiores de 60 anos têm 50% de desconto em todos os cursos, mediante apresentação de documento comprobatório no dia do evento

Esgotado (lista de espera disponível).


Sobre os professores

Jane de Almeida é professora da pós-graduação em Educação, Arte e História da Cultura da Universidade Mackenzie e professora convidada no departamento de artes visuais da Universidade da Califórnia, San Diego. Foi curadora da exposição Programando o Visível: Harun Farocki (2016) e organizou livro com mesmo nome.

Marcela Oliveira é professora do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, onde se formou Doutora e Mestre, atuando na Graduação e na Pós-graduação com especializações em Arte e Filosofia e Filosofia Contemporânea. É integrante do Grupo de Trabalho em Estética na ANPOF e autora de Teatro da espera: Beckett e a ruína do drama.

Márcio Seligmann-Silva é doutor pela Universidade Livre de Berlim e pós-doutor por Yale, é pesquisador do CNPq e professor de Teoria Literária na Unicamp. É autor de Ler o livro do mundo. Walter Benjamin: romantismo e crítica poética (Iluminuras/FAPESP, 1999, vencedor do Prêmio Mario de Andrade de Ensaio Literário da Biblioteca Nacional em 2000). Traduziu obras de Walter Benjamin, G.E. Lessing, Philippe Lacoue-Labarthe, Jean-Luc Nancy, J. Habermas, entre outros. Possuí vários ensaios publicados em livros e revistas no Brasil e no exterior.

Ilana Feldman é pesquisadora, crítica e professora. Doutora em Cinema pela ECA-USP, com passagem pelo Departamento de Filosofia, Artes e Estética da Universidade Paris 8, e pós-doutora em Teoria Literária pelo IEL-Unicamp, desenvolve pesquisa sobre cinema, testemunho, luto e autobiografia. Realizou a entrevista Alguns pedaços de película, alguns gestos políticos com Georges Didi-Huberman por ocasião da edição brasileira de seu livro Cascas.


Exposição relacionada