Terreiro de Mauá

Show

Homenagem a Aracy de Almeida
Parte da série Rodas de samba e choro

Quando

21 de outubro de 2018, domingo, às 16h

Entrada gratuita

Lugares limitados. Mais informações em Como participar.

IMS Paulista

Térreo
Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP

A partir de uma pesquisa no acervo do IMS, o Samba de Terreiro de Mauá faz uma homenagem a Aracy de Almeida (1914-1988), destacando compositores eternizados em sua voz, como Noel Rosa, que a considerava sua melhor intérprete. Criado em 2002 na região metropolitana de São Paulo, o coletivo realiza regularmente rodas de samba e diversas atividades socioculturais em sua sede, além de manter um bloco. Recentemente esteve em cartaz em duas temporadas no Teatro Oficina com o espetáculo É Samba na Veia, É Candeia.

Aracy de Almeida é coisa nossa
A bossa e o veneno do Samba em Pessoa

Ouça o documentário especial em 9 episódios da Rádio Batuta sobre Aracy de Almeida.


Como participar

Entrada gratuita. Lugares limitados. Evento sujeito à lotação.

Ordem de chegada, não haverá distribuição de senhas.

150 pessoas em pé + 30 lugares sentados (público preferencial).


Sobre o grupo

O grupo Terreiro de Mauá.

Fundado em 23 de dezembro de 2002, o Samba de Terreiro de Mauá é um coletivo que objetiva a busca pelo conhecimento sócio - histórico do samba bem como suas contribuições para o fortalecimento da identidade afro - brasileira na cultura e na construção da sociedade. Por meio do estudo do samba e de seus personagens, o Samba de Terreiro de Mauá assumiu o compromisso de difundir este conhecimento em suas rodas de samba, tendo como representatividade a modalidade de Samba de Terreiro.

Ficha Técnica

Brito da Cuíca (cuíca)
Danilo Ramos (tamborim)
David Silveira (cavaquinho)
Didi Carvalho (surdo e percussão geral)
Eder Ventura (cavaquinho)
Edinho Carvalho (cavaquinho)
Hosana Meira (tamborim)
Jader Morelo (pandeiro e percussão geral)
Jefferson Motta (violão de 7 cordas)
Thiago Valpassos (violão de 7 cordas)
Leo Dias (tamborim e pandeiro)
Marcelo Glick (atabaque e percussão geral)
Marlene Oliveira (prato e faca)
Ocimar Dias (agogô)
Mabu (trombone)
Bruno Will (tamborim)

Repertório:

01 - A dor do amor (João de Barro) - 1950
02 - Devagar (J. Reis - Zé da Zilda) - 1953
03 - Chorou Madureira (Haroldo Lobo - Milton de Oliveira) - 1949
04 - Batente (Almirante)
05 - Mandei carimbar (Tradicional adapt. Kid Pepe - adapt. Germano Augusto)
06 - Se o morro não descer (Herivelto Martins – Darci de Oliveira)
07 - Sabotagem no Morro (Wilson Batista - Haroldo Lobo)
08 - Samba da Gávea (João Batista de Oliveira – Osvaldo Lobo)
09 - Tenha pena de mim (Babaú e Ciro de Souza)
10 - Não me diga adeus (Paquito - Luis Soberano - João Correia da Silva) - 1947
11 - Chegou vila Isabel (Manezinho Araújo - Fernando Lobo) - 1952
12 - Eu fiz você sofrer (Ari Cordovil - Mário Banco - Salvador Miceli) - 1953
13 - Gosto mais do salgueiro (Wilson Batista – Germano Augusto)
14 - Eu vou pra Vila (Noel Rosa) - 1930
15 - Mangueira (Assis Valente - Zequinha Reis) - 1935
16 - Cala a Boca (Haroldo Lobo - Milton de Oliveira) - 1948
17 - Ninguém Ensaiou (Benedito Lacerda - Haroldo Lobo) - 1943
18 - É batucada (José Luiz de Moraes – Caninha – Visconde de Bicohyba)
19 - No morro da casa verde (Adoniram Barbosa) 1959
20 - Onde está a honestidade (Noel Rosa)
21 - O X do problema (Noel Rosa) -1937
22 - Adeus (Ismael Silva - Noel Rosa) - 1937
23 - Diagnóstico (Wilson Batista)
24 - Por que É Que Você Chora (Ari Cordovil - Bucy Moreira) - 1953
25 - Sambei 24 Horas (Wilson Batista - Haroldo Lobo)
26 - Sou eu quem dou as ordens (Heitor dos Prazeres)
27 - Louco, Ela É Seu Mundo (Wilson Batista - Henrique de Almeida)
28 - Parabéns Para Você (Wilson Batista - Roberto Martins)
29 - Arrependido (Ismael Silva - Nilton Bastos) 1931
30 - Palpite infeliz (Noel Rosa)


Conteúdo relacionado


Vídeos relacionados

Todo último domingo do mês, o IMS Paulista promove rodas de samba e choro. Na primeira edição, a apresentação ficou por conta do Clube do Choro de São Paulo.


Mais eventos