Antonio Candido em Poços de Caldas

Exposição

Entrada gratuita
6 de julho de 2019 a 1 de março de 2020

IMS Poços

Pavimento inferior
Rua Teresópolis, 90
Jardim dos Estados - Poços de Caldas/MG

Horário

Terça a domingo e feriados (exceto segunda), das 13h às 19h

Contato

(35) 3722-2776
ims.pc@ims.com.br

A exposição Antonio Candido em Poços de Caldas apresenta parte do acervo pessoal do professor, sociólogo e crítico literário Antonio Candido (1918-2017), recentemente doado pela família ao Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB-USP). As fotografias revelam um pouco de sua relação com a cidade – onde viveu de 1930 a 1936, por conta das atividades profissionais do pai, e onde manteve a casa da família, até 1989, e uma profunda ligação afetiva por toda a vida – em três momentos: a infância, a juventude e a vida madura. Completam a exposição documentos de antepassados e de amigos – ofícios do serviço de águas termais, cartas e postais – além de algumas primeiras edições de seus livros, como Parceiros do Rio Bonito e Formação da Literatura Brasileira.

Pequena mostra do que é possível encontrar no acervo doado ao IEB-USP – ainda em fase de tratamento e que será aberto à consulta pública em breve –, essa exposição resulta da colaboração entre instituições públicas e privadas com foco na extroversão de arquivos públicos e na valorização de uma cultura comprometida com a preservação da memória de nosso país.

Curadoria

Laura Escorel

Na Internet

antoniocandido.ims.com.br
#antoniocandidonoims

Imprensa

(11) 3371-4455
comunicacao@ims.com.br

Visitação

Entrada gratuita
De 6 de julho de 2019 a 1 de março de 2020

Terças a domingos e feriados (exceto segundas), das 13h às 19h.

IMS Poços
Pavimento inferior
Rua Teresópolis, 90
Jardim dos Estados - Poços de Caldas/MG


Itens expostos


Sobre Antonio Candido

O crítico literário Antonio Candido sentado diante de uma estante com livros. Óculos e mão esquerda apoiada na mesa. Um dos maiores intelectuais do Brasil, Antonio Candido de Mello e Souza (1918-2017) participou ativamente da formação da Universidade de São Paulo, primeiro como aluno e depois como professor, ensinando sucessivas gerações. Autor de livros como Formação da Literatura Brasileira e Os parceiros do Rio Bonito, ambos considerados marcos em suas respectivas áreas, aliou às atividades como crítico literário e professor uma intensa militância cultural e política que o fez estar envolvido com a fundação de instituições de memória, movimentos sociais e partidos políticos. Defensor de ideias socialistas e humanistas, sua obra de mais de vinte livros segue sendo reeditada. (Foto de Madalena Schwartz, 1982. / Acervo IMS)


Eventos paralelos

Não há novos eventos previstos.


Sobre os acervos