Robert Frank: Os americanos + Os livros e os filmes

IMS Paulista

Avenida Paulista, 2424

São Paulo/SP

Visitação

Entrada gratuita

De 20 de setembro a 30 de dezembro de 2017

Galeria 3

Horário

Terças a domingos, das 10h às 20h. Às quintas, das 10h às 22h

Contato

(11) 2842-9120

imspaulista@ims.com.br

Apresentação

Curadoria

Samuel Titan Jr.

Sergio Burgi

Gerhard Steidl

Na Internet

robertfrank.ims.com.br

#RobertFrankIMS

Imprensa

(11) 3371-4455
comunicacao@ims.com.br

O IMS Paulista apresenta, pela primeira vez no Brasil, Os americanos, de Robert Frank, um dos nomes mais importantes da história da fotografia. A série, com 83 fotografias em cópias da década de 1980, pertence à coleção da Maison Européenne de la Photographie e é uma das poucas séries completas da obra de Frank. A exposição traz também Os livros e os filmes, projeto desenvolvido em parceria com o editor Gerhard Steidl.

Imagens da exposição


Sobre o artista

Robert Frank nasceu em 1924 em Zurique, na Suíça. Em 1946 criou seu primeiro livro de imagens, intitulado 40 fotos. No ano seguinte emigrou para os Estados Unidos, onde colaborou como fotógrafo em revistas como Harper’s Bazaar, Life, Look e Vogue. Em 1948 viajou pelas Américas Central e do Sul, percorrendo extensivamente o Peru, dos Andes à Amazônia, incluindo uma rápida incursão a Manaus no início de outubro daquele ano. Algumas das imagens dessa sua única visita ao Brasil, todas inéditas, serão apresentadas na exposição. Em 1949 editou e produziu um pequeno livro de autor sobre o Peru, material que seria publicado ao longo da década de 1950 por Robert Delpire, que viria a ser o primeiro editor da série Os americanos, publicada na França em 1958 sob o título Les Américains, contendo excertos de textos de vários autores sobre os EUA.

Em 1959 o livro foi publicado nos EUA pela Grove Press. A edição americana trazia apenas um texto introdutório de Jack Kerouac, que estabelece plena sinergia com o espírito buscado por Frank em seu projeto original. Dessa primeira edição americana, revisada e reeditada por Frank em 2008 com seu editor, Gerhard Steidl, resulta a edição brasileira do livro Os americanos, lançado pelo IMS conjuntamente com a exposição.

Após a edição americana do livro, Frank passou a produzir e dirigir filmes, como o curta-metragem Pull My Daisy (1959) e Cocksucker Blues (1979), documentário sobre a turnê mundial de 1972 dos Rolling Stones. Desde o início dos anos 1970 retomou sua produção fotográfica e de livros de autor, dedicando-se prioritariamente a títulos de caráter autobiográfico, transitando por uma poética que questiona os limites da linguagem fotográfica e sua relação como fonte de inspiração e criação com o texto, a memória e o arquivo, resultando na série Visual Diaries (2008-2017).


Vídeos

O alemão Gerhard Steidl, editor e representante de Robert Frank, conta a história das diversas edições de The Americans, publicado pela primeira vez em 1956, até a edição definitiva de 2007, projetada sob orientação direta do fotógrafo e lançada no aniversário de 50 anos do livro.

Áudios

O crítico Lorenzo Mammì, curador de programação e eventos do IMS, selecionou para o canal do IMS no Spotify músicas que funcionam como trilha da série Os americanos, de Robert Frank. É blues, jazz, folk e rock de alta qualidade.


Eventos paralelos

Os filmes de Robert Frank
A mais completa retrospectiva dos filmes do fotógrafo já realizada no Brasil acontece no IMS Paulista de 22 de setembro a 8 de outubro, com obras produzidas entre 1959 (Pull My Daisy) e 2008 (Fernando), como Eu e meu irmão (1968) e Candy mountain (1988), em cópias digitais, 35 e 16 mm.

Robert Frank e os beats: diálogos
Um curso que aborda a maneira como a produção do fotógrafo e cineasta dialoga com a geração beat no cinema, na literatura, na arte e na música, do pop de Andy Warhol às improvisações do jazz e às letras de Bob Dylan, do cinema experimental americano à escrita caudalosa de Kerouac e seus comparsas nos Estados Unidos das décadas de 1950 e 1960.

Antes e depois do instante: Tempo e narrativa nas obras de Robert Frank e Christian Marclay
7 de outubro. Sábado, 14h30 às 18h30.
Atividade destinada a professores e educadores de instituições culturais. A partir de uma visita às exposições Robert Frank: Os Americanos – os livros e os filmes e The Clock, de Christian Marclay, será proposta uma reflexão sobre o instante na imagem fotográfica e na imagem em movimento.


Sobre os acervos