Idioma EN
Contraste

A alegria é a prova dos nove

Direção

Helena Ignez

Informações

Brasil
2023. 100min. 18 anos

Formato de exibição

DCP

Uma narrativa memorial e de amor sobre a viagem realizada ao Marrocos nos anos 1970 por Jarda Ícone, artista, sexóloga e roqueira octogenária – como ela mesma se define –, e Lírio Terron, ativista pelos direitos humanos. Na verdade, uma viagem que, para eles, não acabou. Jarda dá aulas sobre como as mulheres podem obter o próprio orgasmo. Com seu grupo de discípulas e amigas Ana Brasil, Sheyla Fernanda, Caroline Sylvie e Lakshmi, ela desenvolve projetos feministas e artísticos autossustentáveis.

A personagem de Jarda é interpretada pela própria Helena Ignez e também por sua filha, Djin Sganzerla. Lírio é interpretado por Ney Matogrosso, que já havia trabalhado com a diretora. Ignez conta que uma das inspirações para o filme foi o trabalho da sexóloga americana Betty Dodson, que morreu aos 91 anos, em 2020. A diretora explica que durante o isolamento pôde mergulhar na obra da intelectual, que é nominalmente citada no longa. Já o título é uma citação de Oswald de Andrade: “É um filme antropofágico. Assim como Rogério (Sganzerla), acredito que só a antropofagia nos une. Vivi 35 anos com ele, e dividi essa admiração profunda por Oswald de Andrade. Ambos tinham o mesmo senso de humor, irreverência e profundidade. E, com a celebração dos 100 anos do modernismo, achei que tinha tudo a ver. Oswald é uma luz para mim. O filme está baseado no terceiro momento feminista, que é sobre o prazer da mulher. O orgasmo como autoconhecimento. A mulher lutando pelo direito de ter seu próprio orgasmo”, declarou a diretora em entrevista à Harper’s Bazaar.

“As mulheres entenderam sua possibilidade de ter um orgasmo, que na verdade é algo simples, não é nada tão confuso. Mas elas precisam se libertar das suas ilusões, como se casar com uma pessoa para ter satisfação sexual, a gente sabe que não é assim. Quando contei a ideia para a minha neta, ela me disse uma coisa incrível: ‘masturbação é saúde, não é sexo’. Quer dizer: as cabeças da nova geração já estão vindo diferentes.”

Entrevista da diretora Helena Ignez à Harper’s Bazaar (na íntegra).

Blog do cinema:
Tudo de novo no front - por José Geraldo Couto ►

Cena de A alegria é a prova dos nove, de Helena Ignez.

Programação

A alegria é a prova dos nove

Brasil, 100 min., Helena Ignez

11/06 terça-feira 16h
12/06 quarta-feira 16h
28/06 sexta-feira 14h
29/06 sábado 22h
São Paulo

Avenida Paulista, 2424
São Paulo-SP
CEP 01310-300

(11) 2842-9120
[email protected]


Ingressos

Vendas
Os ingressos do cinema podem ser adquiridos online ou na bilheteria do centro cultural, mais informações abaixo.

Meia-entrada
Com apresentação de documentos comprobatórios para professores da rede pública, estudantes, crianças de 3 a 12 anos, pessoas com deficiência, portadores de Identidade Jovem e maiores de 60 anos.

Cliente Itaú
Desconto de 50% para o titular ao comprar o ingresso com o cartão Itaú (crédito ou débito). Ingressos e senhas sujeitos à lotação da sala.

Devolução de ingressos
Em casos de cancelamento de sessões por problemas técnicos e por falta de energia elétrica, os ingressos serão devolvidos. A devolução de entradas adquiridas pelo ingresso.com será feita pelo site.


IMS Paulista

Ingressos: terça, quarta e quinta: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia); sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 12h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

Os ingressos para as sessões são vendidos na recepção do IMS Paulista e pelo site ingresso.com. A venda é mensal e os ingressos são liberados no primeiro dia de cada mês.

Não é permitido o consumo de bebidas e alimentos na sala de cinema.