Os sonâmbulos

Direção

Tiago Mata Machado

Informações

Brasil
2018. 110min. 14 anos

Formato de exibição

DCP

Sessão especial

IMS Paulista: 9/1, haverá debate após a sessão.

Em um mundo em que o estado de exceção se tornou regra, um pequeno grupo de clandestinos vive às voltas com suas próprias contradições.

Francis Vogner dos Reis, que escreveu o roteiro em parceria com o diretor, conta sobre a criação desse texto: “O roteiro de Os sonâmbulos começou a ganhar corpo quando de uma conversa entre Tiago Mata Machado e eu sobre Os residentes, depois de sua exibição na Mostra de Cinema de Tiradentes em 2011. Era seu segundo filme de longa-metragem depois do misterioso e pouco visto O quadrado de Joana. Na ocasião, escrevi um texto chamado “Das ruínas” para a revista Cinética, que implicava o gesto de radicalidade de Os residentes, na sua proposição em trabalhar sobre os destroços da modernidade. [...]
Os sonâmbulos desde o início era um filme de guerra minimalista: imaginava um estado de exceção tornado guerra, e, nele, um grupo clandestino agia infiltrado ou fazendo violentas ações diretas. A ideia era, a exemplo do que Os residentes fizeram a partir das vanguardas históricas, realizar uma espécie de grande inventário das revoluções a partir da afasia do contemporâneo.”


Debate

IMS Paulista

No dia 9/1, após a sessão haverá um debate com a presença de Francis Vogner dos Reis, Tiago Mata Machado e mediação de Kleber Mendonça Filho.

Francis Vogner dos Reis é mestre em Meios e Processos Audiovisuais na ECA-USP, crítico de cinema e foi colaborador de diversas revistas brasileiras e estrangeiras, entre elas a Revista Cinética. Fez parte da equipe de curadoria da Mostra de Cinema de Tiradentes até 2018 e faz a programação de outras mostras da Universo Produção como Mostra Cine Ouro Preto e Mostra Cine BH. Pelo CCBB fez a curadoria das mostras Jacques Rivette-Já Não somos Inocentes, Easy Riders-O Cinema da Nova Hollywood e Jerry Lewis - O rei da Comédia. É roteirista do filme O Jogo das decapitações, de Sergio Bianchi, co-roteirista de O Último Trago, de Pedro Diógenes, Luiz Pretti e Ricardo Pretti e Os Sonâmbulos, de Tiago Mata Machado. Em parceria com Jean-Claude Bernardet lançou o livro O Autor no Cinema, onde escreve ensaios adicionais para o livro que teve sua primeira edição nos anos 90.

Tiago Mata Machado é crítico de cinema, curador e cineasta. Mestre em Multimeios pelo Instituto de Artes da Unicamp e foi crítico do jornal Folha de São Paulo. Como cineasta, é autor do longa Os Residentes, vencedor de 4 candangos no Festival de Cinema de Brasília 2010 e da Mostra Aurora do Festival de Tiradentes 2011. Fotografou e co-dirigiu com Cinthia Marcelle os vídeos vencedores do primeiro Future Generation Art Prize 2010, da Fundação Pinchuk, 475 Volver (2009) e Cruzada (2010). Como curador, é autor das mostras Vanguardas/Neovanguardas, 11o Festival Int. de Curtas BH/2009, mostra Coletivos/68, Forumdoc.BH.2010, Subversivos, 12o Festival Int. de Curtas BH/2009, Espèces d’espace, File-Magazine.

Kleber Mendonça Filho trabalhou como responsável pelo setor de cinema da Fundação Joaquim Nabuco por 18 anos e hoje é curador do cinema do IMS. Escreveu sobre cinema para o Jornal do Commercio, no Recife, seu site CinemaScópio, Revistas Continente, Cinética e o jornal Folha de S. Paulo. É também diretor artístico do festival Janela Internacional de Cinema do Recife, já em sua décima edição. Seu primeiro longa metragem de ficção, O som ao Redor (2012), foi representante brasileiro no Oscar 2014. Em 2017 seu segundo longa, Aquarius, atingiu 360 mil espectadores em seu lançamento comercial. É desde 2017 membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.


Programação

Não há sessões previstas para esse filme no momento.


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

As bilheterias vendem ingressos apenas para as sessões do dia. No site, as vendas são semanais: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.

IMS Paulista
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.