Idioma EN
Contraste

Dezembro Vermelho no IMS Paulista

Mostra de filmes

Seleção de filmes que abordam HIV/AIDS

IMS Paulista

Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP

Quando

Dezembro de 2019

Debate 17/12

Após a sessão das 19h30, com Aline Ferreira.

No mês de conscientização para medidas de prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos de pessoas vivendo com HIV/AIDS, o Cinema do IMS traz dois filmes que abordam o tema. Caminhos cruzados, documentário vencedor do Oscar de 1989, apresenta diferentes perfis de pessoas que faleceram por conta da doença e que foram homenageadas no Aids Memorial Quilt, uma colcha de retalhos quilométrica apresentada no passeio nacional em Washington em memória das vítimas da AIDS. O documentário será apresentado em sua mais recente restauração, inédita no Brasil. O média moçambicano, Silêncio da mulher, revela a trajetória de Marta, que tem dificuldades para ter filhos e por isso é ostracizada por sua comunidade. Quando finalmente consegue engravidar, se descobre soropositiva. Primeira exibição do filme, no IMS Paulista, será seguida de debate com Aline Ferreira, graduanda em psicologia, ativista do movimento social de Aids e integrante do coletivo Loka de Efavirenz.


Programação

Lista de filmes Dia a dia

Caminhos Cruzados

Jeffrey Friedman, Rob Epstein
EUA, 1989, 81 min., 14 anos, DCP

15/12 domingo 19h30
Mais informações

Silêncio da mulher

Gabriel Mondlane
Espanha, Moçambique, 2008, 48 min., 14 anos, Arquivo digital

17/12 terça-feira 19h30 *
22/12 domingo 18h

* Debate com Aline Ferreira após a sessão

Mais informações

Debate

IMS Paulista: 17/12, após a sessão das 19h30 de Silêncio da Mulher, de Gabriel Mondlane, debate com Aline Ferreira.

Aline Ferreira é graduanda em Psicologia pela UFRN, ativista do movimento social da AIDS, compõe o coletivo "Loka de Efavirenz", escritora cronista e pesquisadora em saúde coletiva. Pisciana, paulista e periférica... sabe de muitas coisas, mas não sabe dançar!


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

IMS Paulista
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

A bilheteria vende ingressos apenas para as sessões do dia. No ingresso.com, a venda é semanal: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.


Filmes

Silêncio da mulher

Gabriel Mondlane | Moçambique, Espanha | 2008, 48', Arquivo digital

Marta vive em uma comunidade rural com o esposo e a família dele. As dificuldades para gerar um filho fazem com que ela seja constantemente cobrada por todos a sua volta. Quando, enfim, consegue engravidar, ela descobre que é soropositivo.

O média-metragem foi realizado com o apoio da ONG catalã MedicusMundi e da União Europeia, com o objetivo de divulgar programas de prevenção da transmissão vertical do HIV e de segurança na maternidade. “Na África subsaariana, múltiplos fatores socioculturais contribuem a criar barreiras que dificultam a aderência das mulheres aos programas de prevenção da transmissão mãe-filho do HIV”, anunciam os créditos iniciais do filme. “Silêncio da mulher foi concebido como uma ferramenta para pesquisa e comunicação visual destinada a encorajar as comunidades a debater temas sensíveis relacionados com a vida reprodutiva da mulher, o diagnóstico do HIV durante a gravidez e o acesso aos programas de saúde disponíveis na rede sanitária, fatos sobre os quais outros atores sociais e familiares jogam papéis decisivos.”

Caminhos cruzados
Common Threads: Stories from the Quilt
Rob Epstein, Jeffrey Friedman | EUA | 1989, 81', DCP

Nos anos 1980, durante o auge da epidemia da Aids, os cineastas Rob Epstein e Jeffrey Friedman retratam cinco histórias de pessoas que faleceram por conta da doença e que foram homenageadas no Aids Memorial Quilt, uma colcha de retalhos quilométrica apresentada no passeio nacional em Washington em memória das vítimas da Aids.

"Ficamos impressionados e comovidos com o tamanho da colcha e a intimidade causada por ela", conta Epstein à revista Variety. "Eu nunca havia visto nada assim. Estávamos com o nosso amigo [o cineasta] Peter Adair, e ele disse: ‘Alguém tem que fazer um filme sobre isso’. Jeffrey e eu corremos com isso e voltamos para São Francisco, nos encontramos com o pessoal do Names Project e começamos a investigar todo o material.” Eles leram as mais de duas mil cartas enviadas ao projeto, selecionaram 200 histórias, realizaram entrevistas por telefone e depois vídeo, até chegarem nos cinco personagens principais do documentário.

Caminhos cruzados, que será apresentado em sua mais recente restauração, inédita no Brasil, foi o vencedor do Oscar de Melhor Documentário em 1989. Epstein já havia recebido a estatueta na mesma categoria em 1985, pelo filme Os tempos de Harvey Milk.

Entrevista completa em inglês



Mais IMS