BOLSA IMS DE PESQUISA EM FOTOGRAFIA


Inscrições encerradas

Edição 2018: mais informações

Com o objetivo de estimular o estudo da história da fotografia brasileira e das obras do seu acervo, o Instituto Moreira Salles promove a primeira edição da Bolsa IMS de Pesquisa em Fotografia. Será selecionado um projeto inédito baseado na produção de Marc Ferrez (1843-1923), um dos mais importantes fotógrafos brasileiros do século XIX, cuja obra está sob a guarda do IMS desde 1998.

As inscrições vão de 16 de julho a 31 de agosto de 2018, e o resultado final será divulgado em outubro no site do IMS (ims.com.br).

O pesquisador contemplado receberá o valor de R$ 30 mil, que será pago em 12 parcelas mensais de R$ 2.500,00. Para concorrer à bolsa, é necessário possuir o título de mestre e, caso o candidato seja estrangeiro, residir no Brasil há, no mínimo, um ano. O projeto de pesquisa deve ser original e inédito, não resultando de dissertação ou tese de conclusão de curso ou pós-graduação. Os candidatos serão avaliados por uma comissão constituída por três profissionais do IMS.

O bolsista desenvolverá parte das atividades de pesquisa presencialmente na sede do Rio de Janeiro, onde se encontra o acervo de fotografia, tendo acesso ao banco de dados e à documentação produzida por Ferrez. Após a conclusão do projeto, cuja duração máxima é de um ano, o pesquisador apresentará um relatório final, um artigo de conclusão do trabalho, além de proferir uma palestra aberta ao público sobre os resultados de seu projeto, em local a ser definido pelo IMS.

Os projetos inscritos devem se basear em um dos seguintes eixos temáticos: “Ferrovias na obra de Marc Ferrez”; “Marc Ferrez empresário da imagem” e “Marc Ferrez, anos de formação e início de trajetória (1863-1875)”. O primeiro tema compreende os registros feitos pelo fotógrafo da expansão da malha ferroviária do Brasil. O mapeamento dessa produção e a identificação dos trajetos das estradas e das próprias viagens realizadas pelo fotógrafo são alguns dos temas que podem ser abordados na pesquisa.

Já o segundo eixo propõe uma investigação sobre as diversas áreas de atuação de Ferrez no campo empresarial. Atento às inovações tecnológicas e empresário da área de fotografia, Ferrez comercializou equipamentos e material fotográfico Brasil afora, tendo importante atuação na propagação da fotografia amadora no país. A partir da década de 1880, incursionou também em projetos editoriais, como a Galeria Contemporânea Brasileira e o jornal A Estação, onde trabalhou como editor de imagens. Também atuou na área do cinema, abrindo a firma Marc Ferrez & filhos, que se dedicaria à distribuição e à comercialização de equipamentos, material e filmes para o cinema.

O último tema, por fim, será destinado a estudar as influências sofridas pelo fotógrafo e os anos iniciais de sua produção. No começo de sua carreira, Ferrez trabalhou na Casa Leuzinger, importante oficina litográfica e editorial, fundada pelo suíço Georges Leuzinger (1813-1892), onde é possível que tenha aprendido o ofício da fotografia. Ele provavelmente também manteve diálogos com o francês Augusto Stahl (1828-1877) e o alemão Revert Henrique Klumb (c. 1826-c. 1886), fotógrafos da família imperial. Neste eixo, será possível esmiuçar as possíveis relações de trabalho e a contribuição desses experientes profissionais na formação da obra de Ferrez.


Edital e inscrição

O formulário de inscrição e o edital estarão disponíveis de 16 de julho a 31 de agosto de 2018.

Além de preencher o formulário, os interessados devem enviar o projeto de pesquisa, entre outros documentos elencados no edital, para o endereço bolsadepesquisa@ims.com.br, até o dia 31 de agosto de 2018.