Samba da Laje

Show

Parte da série Rodas de samba e choro

Quando

26 de maio de 2019, domingo, das 16h às 17h30

Entrada gratuita

Lugares limitados. Mais informações em Como participar

IMS Paulista

Térreo
Avenida Paulista, 2424
São Paulo/SP

A Comunidade do Samba da Laje é uma tradicional roda de samba com feijoada que acontece há mais de 20 anos na Vila Santa Catarina, zona sul da capital, sempre no segundo domingo do mês. Por lá já passaram nomes como Arlindo Cruz, Bira Presidente (Fundo de Quintal), Rappin Hood, Quinteto em Branco e Preto, entre outros. No repertório, o Samba da Laje alterna o resgate do samba de raiz com a valorização de novos compositores.

Comunidade do Samba da Laje. Foto de ©Jéssica Leal

O show

Ficha técnica
Ana Paula Oliveira (voz)
Daniela Oliveira (voz)
Márcia Gonçalves (voz)
François Viana (voz e violão)
Juninho Silva (voz e banjo)
Vagner “Tim Maia” (voz e cavaco)
João Tadeu (percussão / cuíca)
Gilson Gomes (percussão / tantanzinho)
Murillo Nascimento (percussão / repique de mão)
Thiago Santos (percussão / pandeiro)
Leandro Veloso (percussão / tantan)
Pedro Oliveira (percussão / pandeiro)

Repertório
Celeiro de bamba (Maurílio de Oliveira / Magno Sousá)
Recomeçar (Paulinho da Viola)
Amigos amantes
Amor ao samba (Aderaldo / Leandro Veloso)
Rabo de cometa
Bom ambiente (Arlindo Cruz)
Águas do mar

Sá Janaina
Saber viver (Fundo)
Na hora da sede (Clementina)
Nasci pra cantar e sambar
Vai buscar aiai (Moskitinho Moleke / Juninho)

Resto de esperança
Temporal
Benjamin
Vou afinar
Nos pagodes da vida (Reinaldo)
Daqui da laje (Marcelo Henrique / Loirinho / Juninho)
Vai com Deus (Luiz Carlos da Vila)

Tempero demais pro meu samburá
Um ser de luz
Foi um rio que passou em minha vida
Peço licença
Bahia de todos os deuses (Bala / Manuel Rosa)
Neguinho e a madame

Don juan
Nascente da paz
Valeu Raoni
Voltar a paz (Fundo de Quintal)
Samba da laje (Serginho Miriti)
Chegou a hora (Paquera / Juninho)


Sobre o Samba da Laje

A Comunidade do Samba da Laje começou com reuniões da família Silva, acompanhadas pela feijoada da Dona Generosa (in memorian). Os encontros sempre terminavam em samba, com as mulheres puxando o coro, e acabaram se tornando um evento que, em seus dias mais cheios, já reuniu quase mil pessoas.

O grupo resgata o verdadeiro samba de raiz e grandes nomes do gênero, além de interpretar canções de autoria própria, com a singularidade de ter as Pastoras fazendo coral e alegrando a roda.


Como participar

Quando
26 de maio de 2019, domingo, das 16h às 17h30

Entrada gratuita, com lugares limitados. Evento sujeito à lotação.
Ordem de chegada, sem distribuição de senhas.

150 pessoas em pé + 30 lugares sentados (público preferencial).


Mais eventos