Abençoe seus pequeninos corações

Bless Their Little Hearts

Direção

Billy Woodberry

Informações

EUA
1983. 80min. 12 anos

Formato de exibição

DCP

Debate

IMS Rio: 10/2/19, às 18h30
IMS Paulista: 20/2/19, às 19h30

Reestreado em circuito nos EUA em 2017 pela distribuidora Milestone, Abençoe seus pequeninos corações é centrado em Charlie, um desempregado que arranja bicos para sustentar a família, e Andais, que precisa administrar a vida doméstica e cuidar dos filhos. Este drama, trabalho de conclusão de mestrado na UCLA, se passa no bairro de Watts, em Los Angeles, onde orquestra o choque entre dois movimentos de vida, de marido e mulher, e, na mais fina tradição da crônica social desenvolvida no contexto da L.A. Rebellion, atenta para a complexidade dos laços e das relações entre as pessoas – para a empatia em meio ao conflito moral –, por meio de aguda sensibilidade realista.

Billy Woodberry se reuniu aqui ao eventual colaborador e colega de classe Charles Burnett – que já havia sido um dos fotógrafos de seu curta A bolsa, três anos antes –, responsável pelo roteiro deste que é até hoje o único longa-metragem de Woodberry como diretor. A escrita melodramática de A bolsa, calcada na compaixão diante de ruínas morais – como fazer o que se diz certo se as coisas do mundo não vêm vindo bem? –, é retomada para que se desenvolva talvez um dos filmes da L.A. Rebellion em que as consequências da dramaturgia são encaradas de forma mais frontal, longa e dedicada. É preciso, como na melhor colaboração entre cinema clássico e consciência crítica, que a cena comunique paixão e contingência do conflito.

Para tanto, Nate Hardman e Kaycee Moore, protagonistas, estão afiados e partilham pontos de vista de densidade semelhante, que não só expressam a expectativa histórica dos papéis de gênero como problema – político e dramático –, como catalisam o retrato melancólico de um tempo e de um espaço. Como em A bolsa, o valor do dinheiro e do trabalho na sociedade americana é objeto e disruptor de uma hipótese, enquanto o jazz empresta notas emocionais e subtexto político.


Debate

IMS Rio
Aguardando confirmação
Devido aos estragos causados pelas fortes chuvas no Rio, a sede do IMS na Gávea está fechada à visitação pública.

10 de fevereiro, às 18h30
A exibição será seguida por fala de Josslyn Jeanine Luckett

IMS Paulista
20 de fevereiro, às 19h30
A exibição será seguida por fala de Aaron Cutler e Mariana Shellard

Josslyn Jeanine Luckett é professora-assistente do Departamento de Cinema da Universidade de Nova York. Tem doutorado em Estudos Africanos pela Universidade da Pensilvânia, mestrado teológico pela Faculdade de Estudos Religiosos de Harvard, mestrado em roteiro pela Tish Escola de Artes, da Universidade de Nova York, e bacharelado em Estudos Étnicos pela Universidade de Berkley. Sua pesquisa é voltada especialmente aos estudos de mídia, jazz e improvisação e a Estudos Étnicos comparativos e relacionais, com ênfase na interseção entre raça, mídia e justiça social e nas representações de práticas espirituais afro-diaspóricas no cinema e na televisão. Seu atual projeto de livro investiga a pré-história dos cineastas da chamada L.A. Rebellion, cujos filmes mudaram a mídia independente nas comunidades negras, latinas, asiáticas e indígenas em Los Angeles e outras localidades. Roteirista, dramaturga e ex-editora de roteiro da série The Steve Harvey Show, roteirizou o telefilme Love Song, dirigido por Julie Dash, original da MTV.

Aaron Cutler e Mariana Shellard são os co-fundadores da iniciativa Mutual Films, idealizadores do evento bimestral Sessão Mutual Films, no Instituto Moreira Salles. Os projetos da Mutual Films incluem as mostras Pioneiros americanos: Filmes da coleção Milestone, cuja programação contou com Bless Their Little Hearts, e Hollywood e além: O cinema investigativo de Thom Andersen, que apresentou outros dois filmes de Billy Woodberry


Programação

IMS Rio: sessões canceladas. Devido aos estragos causados pelas fortes chuvas no Rio, a sede do IMS na Gávea está fechada à visitação pública.

Abençoe seus pequeninos corações

EUA, 80 min., Billy Woodberry

20/02 quarta-feira 19h30 *

* Seguido por fala de Aaron Cutler e Mariana Shellard

São Paulo

Avenida Paulista, 2424
São Paulo-SP
CEP 01310-300

(11) 2842-9120
imspaulista@ims.com.br


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com. 
 
As bilheterias vendem ingressos apenas para as sessões do dia. No site, as vendas são semanais: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.
 
IMS Paulista
Ingresso: R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.
IMS Rio
Ingresso: R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 11h até o início da última sessão de cinema do dia, na recepção.