La Danse – O balé da Ópera de Paris

La danse – Le ballet de l'Opéra de Paris

Direção

Frederick Wiseman

Informações

EUA, França
2009. 158min. 14 anos

Formato de exibição

DCP

Sessão Cinética com debate

IMS Paulista: 17/1, após a sessão das 18h30
IMS Rio: 10/1, após a sessão das 18h

O Balé da Ópera de Paris é uma das maiores companhias de dança do mundo. O filme acompanha os ensaios e as apresentações de sete montagens: Genus, de Wayne McGregor, O sonho de Medea, por Angelin Preljocaj, A casa de Bernarda, por Mats Ek, Paquita, por Pierre Lacotte, O quebra-nozes, por Rudolf Nureyev, Orfeu e Eurídice, por Pina Bausch, e Romeu e Julieta, de Sasha Waltz. O filme mostra o trabalho envolvido na administração da companhia e o trabalho de coreógrafos, professores, dançarinos, músicos e figurinistas.

Desde os anos 1960, Frederick Wiseman produziu mais de 40 documentários. Conhecido por filmar as instituições americanas, fez sua primeira incursão direta à cultura francesa em 1995, com La Comédie-Française. La danse não é seu primeiro filme sobre uma companhia de balé: em 1995, lançou Ballet sobre a companhia American Ballet Theatre, de Nova York. “Havia um interesse em ver como o balé é feito na França e na América, não que se possa generalizar que Nova York represente a América e Paris represente toda a França. São duas companhias muito diferentes, com dois estilos de dança muito diferentes e duas fontes de financiamento muito diferentes. Eu estava interessado nisso. A verdadeira razão pela qual fiz o filme é porque gosto de balé e gosto de Paris.” – conta o diretor à revista TimeOut. Wiseman revela também algumas considerações técnicas sobre a filmagem: “O mais importante era evitar os espelhos nas salas de ensaio, porque havia espelhos em três paredes. Além disso, eu vi muitos filmes de dança que eu não gostei, nos quais a dança foi filmada não a serviço dos bailarinos, mas a serviço do cineasta. No sentido de que haveria close-ups das mãos e dos braços e das pernas, e você raramente veria o corpo inteiro. Eu vi um filme de dança recentemente, em que vi apenas uma vez o corpo inteiro do dançarino. Eu decidi isso previamente, e foi em parte devido à experiência de realizar Ballet que eu queria que esse filme estivesse a serviço da dança. Ocasionalmente, há alguns close-ups das pernas, mas para mim isso é mais eficaz, já que não é o que acontece o tempo todo.”

Leia a entrevista completa de Frederick Wiseman em inglês.


Programação

Não há sessões previstas para esse filme no momento.


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

As bilheterias vendem ingressos apenas para as sessões do dia. No site, as vendas são semanais: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.

IMS Paulista
Ingressos: R$8 (inteira) e R$4 (meia)
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

IMS Rio
Ingressos: R$8 (inteira) e R$4 (meia)
Bilheteria: de terça a domingo, das 11h até o início da última sessão de cinema do dia, na recepção.


Eventos

Sessão Cinética com debate
Em janeiro de 2019, o filme será exibido como parte da Sessão Cinética. Haverá debate com os críticos da revista após algumas das sessões.

IMS Paulista: 17/1, debate após a sessão das 18h30
IMS Rio: 10/1, debate após a sessão das 18h

Todos os dias e horários de exibição de La danse – O balé da Ópera de Paris


Sobre a Sessão Cinética

A revista Cinética e o IMS promovem sessões mensais nos cinemas do Instituto, abrindo mais um espaço de reflexão e apreciação de filmes fora do circuito exibidor tradicional. Além disso, críticos da revista produzem textos especiais para as sessões e mediam um debate após algumas das exibições.

Filmes já exibidos na Sessão Cinética no IMS


Conteúdo relacionado