Idioma EN
Contraste

Os convidados

The Guests

Direção

Ken Jacobs

Informações

EUA
2013. 74min. Livre

Formato de exibição

DCP – exibição em 3D

Sessão Cinética com debate

IMS Paulista: 10/10, às 19h30
IMS Rio: 10/10, às 19h30

Uma vista filmada pelos irmãos Auguste e Louis Lumière em 1897 retrata a entrada dos últimos convidados de um casamento na igreja de Saint-Lambert de Vaugirard, em Paris. Ken Jacobs se apropria das imagens de Entrée d’une noce à l’église [Entrada de um casamento na igreja] e as transforma em 3D a partir da sobreposição de fotogramas. 

“Eu trabalho em um 3D risível. Mesmo entre os artistas, a criação de profundidade ilusória vai longe demais, os criadores de imagens comuns podem apenas sugerir ou indicar profundidade”, escreve o realizador, que trabalha desde os anos 1970 com instalações e filmes que buscam causar a ilusão de profundidade à imagem. No artigo chamado “Two Eyed-Paintings”, ele descreve sua afeição pela forma e por suas possibilidades de descoberta: “Eu me apego à forma como dois olhos trabalham juntos para levar imagens planas aos hemisférios cerebrais, e então ao nosso cérebro, para conversão à profundidade. Os servis e exigentes sentidos, tão seriamente desenvolvidos ao longo de milênios, podem ser maravilhosamente enganados, abrindo território para ainda mais experiências, ficções absolutamente novas. 

Eu faço isso por meios cinematográficos, fazendo o 3D acontecer, mas não simplesmente imaginando as coisas em profundidade; meu trabalho explora o olhar em si. O cinema 3D me permite apresentar pontos de vista literalmente inimagináveis que, a partir da familiaridade, se tornam imagináveis e que funcionam em nossas mentes.”

Artigo completo em inglês publicado no site da Ken Jacobs Gallery.

O filme Os convidados não possui diálogos, apenas algumas cartelas iniciais em inglês. A tradução dessas cartelas será disponibilizada em papel antes da sessão.


Programação

Não há sessões previstas para esse filme no momento.


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

As bilheterias vendem ingressos apenas para as sessões do dia. No site, as vendas são semanais: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.

IMS Paulista
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

IMS Rio
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 11h até o início da última sessão de cinema do dia, na recepção.


Debates

Sessão Cinética com debate
Em outubro de 2019, o filme será exibido como parte da Sessão Cinética. Haverá debate após algumas das sessões.

IMS Paulista: 10/10, após a sessão das 19h30, debate com a cineasta Paula Gaitán e os críticos da revista Cinética 
IMS Rio: 10/10, após a sessão das 19h30, debate com o cineasta Carlos Adriano e os críticos da revista Cinética

Todos os dias e horários de exibição de Os convidados

Carlos Adriano é doutor em Estudo dos Meios e da Produção Mediática (USP, 2008; orientação: Ismail Xavier; Bolsa Fapesp). Pós-Doutorado em Comunicação e Semiótica (PUC-SP, 2014; supervisão: Arlindo Machado; Bolsa Fapesp). Pós-doutorado em Meios e Processos Audiovisuais (USP, 2017; supervisão: Cristian Borges; Bolsa Capes). Sua obra fílmica comprometidamente experimental lida com fragmentos obscuros da memória artística e cultural brasileira. Filmes exibidos no MoMA (Nova York) e na Tate Modern (Londres), e em festivais em Bilbao, Bologna, Cairo, Chicago, Havana, Osnabrück, Paris, Pesaro, Pordenone, Roterdã, Toronto. Realizou, entre outros filmes, A Voz e o Vazio: a Vez de Vassourinha (1998; Melhor Curta Metragem Documentário no 36º Festival de Chicago), Santos Dumont Pré-Cineasta? (2010; Melhor Direção de Longa Metragem no 10º Recine), Sem título #1: Dance of Leitfossil (2014; Melhor Filme no Golden Reel Underground Festival), Festejo muito pessoal (2016; Melhor Curta Metragem no 27º CineCeará) e Sem título #5: A Rotina terá seu Enquanto (2019; Melhor Curta Metragem no 24º É Tudo Verdade).

Paula Gaitán nasceu em Paris, em 1954. Artista visual, fotógrafa, poeta e cineasta, formada em Artes Visuais na Universidad de Los Andes de Bogotá, Colômbia, começou a trabalhar com cinema em 1978, quando foi Diretora de Arte no clássico de Glauber Rocha, A Idade da Terra. Sua carreira autoral inclui dezenas de documentários, trabalhos em vídeo arte e instalações em diversas exibições coletivas. Entre seus filmes estão: Uaka (1990), Diário de Sintra (2007), Exilados do Vulcão (2013) e Sutis Interferências (2017). 


Sobre a Sessão Cinética

A revista Cinética e o IMS promovem sessões bimestrais nos cinemas do Instituto, abrindo mais um espaço de reflexão e apreciação de filmes fora do circuito exibidor tradicional. Além disso, críticos da revista produzem textos especiais para as sessões e mediam um debate após algumas das exibições.

Conheça os filmes já exibidos na Sessão Cinética no IMS


Mais cinema

Mais IMS