Idioma EN
Contraste

Sábado

Direção

Ugo Giorgetti

Informações

Brasil
1994. 85min. 12 anos

Formato de exibição

Arquivo digital

Num sábado quente, uma equipe de filmagem vai ao Edifício das Américas, no centro de São Paulo, rodar um comercial de perfume. Paralelamente à filmagem, dois funcionários do Instituto Médico Legal buscam um cadáver no edifício.

Sábado é parte do período do cinema brasileiro chamado de Retomada, marcado pela volta das políticas de fomento à indústria após o desmonte operado pelo governo do presidente Fernando Collor de Mello no início dos anos 1990.

Durante seu lançamento comercial, em 1995, Sábado levou 155 mil espectadores aos cinemas. Na Folha de S. Paulo, Inácio Araujo escreveu que o filme mostra um país “ineficiente” e “atabalhoado” e aponta para a questão de classes sociais: “É uma vivência e um olhar bem paulistanos, ao juntar no mesmo espaço experiências contraditórias, opostas, em que dois brasis se espelham e se interrogam. É um filme de humor inquieto, que assume seus riscos e sabe administrá-los”. Já Hugo Sukman, no jornal O Globo, considerou o filme “paulista demais”: “Apesar de a comédia ser bem urdida, sobretudo pelo elenco engraçado, a visão social do Brasil é essencialmente paulista. A divisão entre ricos e pobres que não convivem no mesmo espaço e são obrigados a conviver, a absoluta ignorância de uns em relação aos outros, é impensável em uma cidade como o Rio, que tem favelas ao lado das habitações mais caras. Sábado, por isso, deve ser visto como a visão particular que São Paulo tem do Brasil.”

Crítica completa da Folha, e a do Globo, disponível para assinates.

Cena de "Sábado", de Ugo Giorgetti
Cena de Sábado, de Ugo Giorgetti

Programação

Sábado

Brasil, 85 min., Ugo Giorgetti

26/11 terça-feira 20h
São Paulo

Avenida Paulista, 2424
São Paulo-SP
CEP 01310-300

(11) 2842-9120
imspaulista@ims.com.br

28/11 quinta-feira 20h
Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
Rio de Janeiro-RJ
CEP 22451-040

(21) 3284-7400
imsrj@ims.com.br


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

IMS Paulista
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

A bilheteria vende ingressos apenas para as sessões do dia. No ingresso.com, a venda é semanal: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.

IMS Rio
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 11h até o início da última sessão de cinema do dia, na recepção.

A bilheteria vende ingressos apenas para as sessões do dia. No ingresso.com, as vendas para as sessões de cada mês acontecem a partir do 1º dia do mês vigente.


Sobre a mostra

Ao longo de mais de 40 anos, Adhemar Oliveira formou gerações de cinéfilos Brasil afora com o seu trabalho de programador e também como distribuidor e exibidor. Para celebrar este trabalho, o cinema do IMS apresenta sete filmes selecionados por ele, que o marcaram em cada momento de sua trajetória.


Mais cinema

Mais IMS