Por Dentro dos Acervos Veja Mais +

A crônica como ela é

20 de setembro de 2018

A leveza, o bom humor, a irreverência e a despretensão acadêmica na abordagem do tema em pauta deram tom de crônica à conversa que reuniu Humberto Werneck e Sérgio Rodrigues em evento literário realizado em setembro no palco do cine-auditório do IMS Rio. Nada mais adequado para a ocasião de lançamento do Portal da Crônica Brasileira, iniciativa do Instituto Moreira Salles em parceria com a Fundação Casa de Rui Barbosa. O acervo virtual entrou no ar com cerca de 2.600 obras de seis mestres do gênero: Paulo Mendes Campos, Rachel de Queiroz, Otto Lara Resende, Rubem Braga, Antônio Maria e Clarice Lispector.

“Crônica é literatura ou não é literatura?” – provocou Humberto Werneck, editor do site, logo no início do papo com seu convidado, desculpando-se depois pela “pergunta boba” que fizera. A resposta irônica ficou para o final da fala do jornalista e escritor Sérgio Rodrigues: “É possível que crônica não seja literatura, mas a maior parte do que se chama literatura também não é”.

No final, houve leitura de textos com a atriz Ana Carina, o advogado e diretor teatral Bruno Lara Resende (filho de Otto), e o ator Daniel Braga (neto de Rubem).  As interpretações de algumas dessas crônicas selecionadas foram editadas neste vídeo em meio à conversa de Werneck e Rodrigues.

Sobre os acervos

Mais IMS