Vitalino Lampião + Beste + Hermeto campeão


Vitalino Lampião

Direção

Geraldo Sarno

Informações

Brasil
1969. 9min. 12 anos

Formato de exibição

Digital

Do barro de telha ou massapê, começa a surgir, pelo trabalho do ceramista Manuel Vitalino dos Santos, uma imagem de Lampião, o rei do Cangaço. Segundo o artista, filho do Mestre Vitalino, o mais famoso artesão do barro do Nordeste, seria preferível abandonar a arte a ter que mudar sua forma artesanal de produção. Tradição e consumo são discutidos quando a arte chega para ser comercializada na Feira de Caruaru em Pernambuco. Marcando a trilha sonora, a voz do cantador Severino Pinto.


Beste

Direção

Sérgio Muniz

Informações

Brasil
1970. 20min. 12 anos

Formato de exibição

Digital

O título se refere à forma deformada que se pronuncia a palavra “besta” (arma medieval) no norte da Bahia, e que ainda era presente na memória cultural da região.


Hermeto campeão

Direção

Thomaz Farkas

Informações

Brasil
1981. 43min. 12 anos

Formato de exibição

Digital

Fotografias apresentam Hermeto Pascoal em meio aos instrumentos que toca no estúdio em sua casa. Nos ensaios, os sons são descobertos, e o improviso dá o tom. Hermeto discorre sobre a construção autodidata de seu conhecimento teórico sobre música e sua posição política sobre o mercado. Os músicos que integram a sua banda falam sobre o processo conjunto de criação e a admiração que sentem pelo multi-instrumentista.


Programação

Não há sessões previstas para esse filme no momento.


Ingressos

Entrada gratuita, sujeita à lotação.

IMS Paulista
Distribuição de senhas 60 minutos antes.

IMS Rio
Distribuição de senhas 30 minutos antes.