Ana Cristina Cesar

Apresentação

Poeta de privilegiada consciência crítica, Ana Cristina Cesar, para quem literatura e vida eram indissociáveis, destacou-se na década de 1970 com uma poesia intimista marcada pela coloquialidade e com seu talento para vertentes diversas da atividade intelectual.

Ana Cristina Cruz Cesar nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 2 de junho de 1952, filha de Waldo Aranha Lenz Cesar e Maria Luiza Cesar. Viveu “em estado de emergência”, nas palavras de Florência Garramuño, argentina estudiosa de sua obra, e, desse modo, transitou com avidez por áreas distintas, desde a poesia, passando pelo cinema, pela crítica literária e pela tradução. Licenciada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 1975, sua dissertação de mestrado na Escola de Comunicação da UFRJ resultou na publicação, em 1980, do livro Literatura não é documento, importante levantamento de documentários sobre escritores e movimentos literários do Brasil. Ainda como aluna da PUC-Rio, não tardou a ser descoberta pela professora Clara Alvim, com quem estabeleceria relação epistolar importante. Em 1975, Heloisa Buarque de Hollanda, também sua professora, a incluiria na antologia 26 poetas hoje, seleção de talentosos representantes da geração daquela década, intérpretes de uma liberdade estética incomum, que aproximou leitor e poesia por meio de informalidade e aparente improviso. No entanto, a própria Ana Cristina declarou, quando lhe perguntaram se sua poesia era racional: “É muito construída, muito penosa”.


Por dentro dos acervos


Loja IMS


Pesquise no acervo de Literatura

Explore a base de dados, que disponibiliza descrições de itens dos Arquivos, além de imagens com o conforto de zoom até 200%. Você pode ler, nessa resolução, as crônicas de Paulo Mendes Campos publicadas na revista Manchete ou ver fotos de Ana Cristina Cesar, Clarice Lispector e Rachel de Queiroz. Surpreenda-se com as dedicatórias de livros transcritas na base de dados da Biblioteca. 


Atendimento ao pesquisador

IMS Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro/RJ
CEP 22451-040

Consulta presencial

Agendamento por e-mail com 72h de antecedência.
De segunda a sexta-feira, das 10h às 12h30, e das 14h às 18h.

Contato

literatura@ims.com.br

A consulta presencial deverá ser agendada com 72h de antecedência.

O número de lugares na Sala de Pesquisa é restrito, portanto é preciso confirmar a presença no tempo previsto. Informe a respeito da vinda de acompanhante. 

Caso não possa comparecer no dia e horário agendado, por favor, comunique.

Mais informações estarão disponíveis no local.

Na Sala de Pesquisa será permitido o uso de folhas soltas, lápis e notebook.
Não será permitido o consumo de bebidas ou alimentos.
Não é permitido fotografar documentos.
Ao lado da sala há um armário destinado à guarda dos pertences.

Os pedidos de reprodução de documentos serão analisados. O IMS não detém os direitos autorais nem de imagem dos documentos do acervo.


Outros acervos