Chichico Alkmim

Apresentação

Chichico Alkmim (1886-1978) estabeleceu-se em Diamantina, Minas Gerais, em 1912, e montou seu estúdio definitivo em 1919. Autodidata, fotografou casamentos, batizados, funerais, festas populares e religiosas, paisagens, cenas de rua e os habitantes da região. O acervo do fotógrafo está sob a guarda do IMS desde 2015 e inclui registros de Diamantina e arredores na primeira metade do século XX.


Seleção de obras

VISUALIZAR POR

Parque Municipal da Cavalhada Velha, atual praça Doutor Prado

Alfaiataria Americana, de João Antônio Ribeiro

Retrato de estúdio

Imagem que revela múltiplas exposições numa mesma chapa de vidro, resultando em vários registros, técnica que Chichico Alkmim desenvolveu e aperfeiçoou, a partir da necessidade do uso de retratos em documentos oficiais

[retratos de estúdio 4]

[bar]

×
<
>

Parque Municipal da Cavalhada Velha, atual praça Doutor Prado

Alfaiataria Americana, de João Antônio Ribeiro

Retrato de estúdio

Imagem que revela múltiplas exposições numa mesma chapa de vidro, resultando em vários registros, técnica que Chichico Alkmim desenvolveu e aperfeiçoou, a partir da necessidade do uso de retratos em documentos oficiais

[retratos de estúdio 4]

[bar]


Cronologia

Francisco Augusto de Alkmim nasceu a 28 de março de 1886, na fazenda do Sítio, município de Bocaiuva. Entre 1900 e 1902, conheceu a fotografia, que adotaria como profissão em 1907. No fim do ano de 1912 passou a residir em Diamantina. Sua casa e seu primeiro ateliê ocupavam parte do sobrado situado à praça Francisco Sá, 53, largo do Bonfim (atual sede da Casa da Cultura). Faleceu em 1978 em consequência de um colapso cardíaco.


Por dentro dos acervos


Conteúdo relacionado


Exposição


Loja IMS


Pesquise no acervo de Fotografia

Estão disponíveis cerca de 12.000 imagens para pesquisas online. Você pode realizar buscas, cadastrar-se para salvá-las ou enviar sua seleção de imagens, caso deseje utilizá-las. Na base de dados a visualização das imagens é de até 200% de ampliação. As alternativas de ação são busca livre; busca avançada; solicitação de uso de imagens e opções de visualização.


Atendimento ao pesquisador

IMS Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro/RJ
CEP 22451-040

Consulta presencial

Agendamento por e-mail com 72h de antecedência.
De segunda a sexta-feira, das 10h às 12h30, e das 14h às 18h.

Contato

fotografia@ims.com.br

A consulta presencial será realizada através de um banco de imagens digital, sem o manuseio dos itens originais do acervo, visando a conservação e preservação dos mesmos.

A sala de pesquisa possui número restrito de lugares, portanto solicitamos que nos seja avisado com antecedência a vinda de acompanhante. Caso não possa comparecer no dia e horário agendado, por favor, comunique.

Para o melhor aproveitamento de todos os pesquisadores, não será permitido na sala: uso de celular, notebook, caderno ou similares, consumo de bebidas ou alimentos. Ao lado da sala há um armário destinado para a guarda dos pertences.

O processo de liberação de imagens possui etapas, dentre elas, autorização, elaboração de termo de responsabilidade e custos (dependendo da finalidade de uso). O prazo para conclusão dos pedidos é de até 10 dias úteis porém este limite pode se estender conforme o quantidade de itens solicitados e/ou demanda interna.


Sobre os acervos