Blog do Cinema Veja Mais +

Casa do povo, casa de Koolhaas

26 de novembro de 2018

Quando Douglas Duarte começou a filmar Excelentíssimos em 2015 seu projeto era fazer um retrato do Congresso Nacional, mas o filme acabou se tornando um registro dos fatos, personagens e articulações por trás do impeachment de Dilma Rousseff. Nesta semana, o filme terá sessões no IMS Paulista e no IMS Rio.

 

 

A Maison à Bordeaux é uma residência no sul da França, criada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas. Cada um dos três andares parece uma casa diferente, e todos são interligados por uma plataforma móvel que completa o piso à medida que se move. Guadalupe Acedo, governanta da residência, protagoniza Koolhaas – Uma vida em casa, documentário que retrata a vida doméstica na obra do arquiteto. A exibição do filme no IMS Paulista, em parceria com o IABsp, será seguida de um debate com os arquitetos Marta Bogea e Gabriel Kogan.

 

 

Outros destaques da semana

Filme paisagem

A vida e a obra de Roberto Burle Marx ganham um recorte neste documentário que apresenta suas ideias e lembranças, numa sucessão de paisagens sensoriais que resgatam a trajetória do pintor, escultor e paisagista que projetou praças e jardins em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Recife.

 

Obituário

OParte da programação do Festival Piauí Globonews de Jornalismo, a exibição do documentário sobre a importância cultural, histórica e jornalística dos obituários do The New York Times será apresentada por Margalit Fox, editora por 14 anos dessa seção do jornal.

 

Torre. Um dia brilhante

É início de verão. Nina, a filha de Mula, está prestes a celebrar a sua primeira comunhão, e os parentes começam a chegar. Entre eles, Kaja, irmã de Mula e mãe biológica de Nina, que permaneceu ausente nos últimos seis anos. Seu retorno desencadeia as ansiedades de Mula, que teme que Nina seja levada embora. Enquanto a presença de Kaja desencadeia mudanças na família, acontecem, no entorno, uma série de estranhos eventos metafísicos.

 

Slam: Voz de levante

Premiado documentário brasileiro sobre poetry slams, batalhas performáticas de poesia falada que nasceram em Chicago (EUA) nos anos 1980 e se espalharam pelo mundo, atraindo pessoas de todas as idades, profissões e classes sociais no exercício da livre expressão e da autorrepresentação. A primeira noite do gênero no Brasil, ZAP! Zona Autônoma da Palavra, foi inaugurada em 2008 por meio da atriz-MC e poeta Roberta Estrela D’Alva e seu grupo de teatro hip-hop, o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos.


Sobre os acervos

Mais IMS