Bom trabalho

Beau travail

Direção

Claire Denis

Informações

França
1999. 93min. 14 anos

Formato de exibição

35mm

Sessão Cinética com debate

IMS Paulista: 7/2, após a sessão das 20h30

IMS Rio: 21/2, após a sessão das 19h30

O ex-suboficial Galoup se lembra dos tempos felizes vividos na Legião Estrangeira Francesa, de sua vida muito bem orquestrada com uma tropa de homens abandonados no golfe de Djibouti, travando a guerra e consertando as estradas.

“Quando o filme me foi proposto, deveria fazer parte de uma coletânea, que tinha como tema o sentimento de ser estrangeiro [no original, stranger]”, comentou a diretora em entrevista ao jornal The Guardian em junho de 2000. “Eu imediatamente pensei que viajar para o exterior não era o bastante. Ir para o exterior seria como se sentir um estrangeiro em um país estrangeiro, mas não seria o suficiente para expressar algo que se sente por dentro. Eu achei que viajar para fora era um aspecto necessário ao filme, mas que o centro deveria ser o sentimento de ser um estrangeiro na vida de alguém. Então pensei na Legião Estrangeira, na verdade, de uma forma bastante ingênua, porque tem a palavra ‘estrangeira’ no nome. Então, percebi que não sabia nada sobre eles. Eu era completamente ignorante. Mas tendo trabalhado em Marselha quando fiz Nénette e Boni (1996), em bares à noite, muitas vezes encontrávamos o legionário solitário passando a noite em um bar perto do porto – e longe da Legião. Aquele sentimento do Galoup eu já havia sentido de alguma forma. Então foi assim que começou.”

Leia a íntegra da entrevista, em inglês.

Bom trabalho é livremente inspirado na obra de Herman Melville, sobretudo na novela Billy Budd.

 

Apoio: Embaixada da França no Brasil e Institut Français


Programação

Bom trabalho

França, 93 min., Claire Denis

21/02 quinta-feira 19h30 *
24/02 domingo 15h45

* Sessão seguida de debate com os críticos da revista Cinética

Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
Rio de Janeiro-RJ
CEP 22451-040

(21) 3284-7400
imsrj@ims.com.br


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

As bilheterias vendem ingressos apenas para as sessões do dia. No site, as vendas são semanais: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.

IMS Paulista
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

IMS Rio
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 11h até o início da última sessão de cinema do dia, na recepção.


Debates

Sessão Cinética com debate
Em fevereiro de 2019, o filme será exibido como parte da Sessão Cinética. Haverá debate com os críticos da revista após algumas das sessões.

IMS Paulista: 7/2, debate após a sessão das 20h30
IMS Rio: 21/2, debate após a sessão das 19h30

Todos os dias e horários de exibição de Bom trabalho


Sobre a Sessão Cinética

A revista Cinética e o IMS promovem sessões mensais nos cinemas do Instituto, abrindo mais um espaço de reflexão e apreciação de filmes fora do circuito exibidor tradicional. Além disso, críticos da revista produzem textos especiais para as sessões e mediam um debate após algumas das exibições.

Conheça os filmes já exibidos na Sessão Cinética no IMS


Conteúdo relacionado