Idioma EN
Contraste

Crossroads + O digital explosivo inevitável

Parte de Bruce Conner: colagens e deslocamentos
Cena de CROSSROADS, de Bruce Conner

Esta sessão integra a mostra Bruce Conner: colagens e deslocamentos, que acontece nos cinemas do IMS em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Informações sobre as outras sessões:
- Entre luz e sombras
- História americana
- Mulheres de celuloide


CROSSROADS

CROSSROADS
Bruce Conner | EUA | 1976, 37’, DCP

“Operation Crossroads” foi o nome dos dois primeiros testes nucleares que os Estados Unidos realizaram no atol de Bikini, nas ilhas Marshall, entre 1946 e 1958. As bombas detonadas tinham um potencial explosivo equivalente a 23 milhões de toneladas de TNT – o mesmo que o ataque em Nagasaki. Mais de 700 câmeras e aproximadamente 500 operadores de câmeras cercaram o local do teste. Quase metade do estoque mundial de negativo fílmico estava em Bikini, tornando esse evento o momento mais minuciosamente fotografado na história, até então.

Bruce Conner encontrou uma beleza cataclísmica nas imagens de arquivo dos testes liberadas pelo governo. Vinte e três tomadas da mesma explosão, feitas em diferentes velocidades, ângulos e distâncias, do céu, do mar e da terra, foram montadas e combinadas com a trilha original composta por Patrick Gleeson e Terry Riley.


O digital explosivo inevitável

The Exploding Digital Inevitable
Ross Lipman | EUA | 2017, 1ª parte: 24’; 2ª parte: 25’, DCP

O digital explosivo inevitável é uma performance filmada, um ensaio documentário ao vivo do artista Ross Lipman. Ele foi um dos responsáveis pela restauração de CROSSROADS, filme de Bruce Conner. Integrando uma série de filmes, clipes de áudio, fotografias, entrevistas e documentos raros, Lipman revela aspectos surpreendentes sobre o experimento nuclear e a restauração de CROSSROADS.


Programação

Crossroads + O digital explosivo inevitável

EUA, 86 min., Bruce Conner, Ross Lipman

29/11 sexta-feira 20h
São Paulo

Avenida Paulista, 2424
São Paulo-SP
CEP 01310-300

(11) 2842-9120
imspaulista@ims.com.br

15/11 sexta-feira 18h
Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
Rio de Janeiro-RJ
CEP 22451-040

(21) 3284-7400
imsrj@ims.com.br


Debate

IMS Paulista: 30/10, após a sessão das 19h30, debate com Michelle Silva.

Michelle Silva (nascida em 1979, Los Angeles, Califórnia) trabalhou como editora e assistente do renomado artista e cineasta Bruce Conner (1933-2008). Juntos colaboraram na da instalação de vídeo em três canais, THREE SCREEN RAY -  um dos últimos trabalhos de Conner, feito a partir do filme de 1961, COSMIC RAY - essa instalação foi exibida em todo o mundo; está presente nas coleções permanentes do Metropolitan Museum of Art, no Los Angeles County Art Museum, no San Francisco Museum of Modern Art e no Walker Art Center. Atualmente, Silva reside em Los Angeles, onde administra a exibição e restauração dos filmes e obras do acervo de Bruce Conner.


Ingressos

Os ingressos para as sessões de cinema do IMS são vendidos nas bilheterias dos centros culturais e no site ingresso.com.

IMS Paulista
R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 10h até o início da última sessão de cinema do dia, na Praça, no 5º andar.

A bilheteria vende ingressos apenas para as sessões do dia. No ingresso.com, a venda é semanal: a cada quinta-feira são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte.

IMS Rio
Terça a quinta: R$8 (inteira) e R$4 (meia).
Bilheteria: de terça a domingo, das 11h até o início da última sessão de cinema do dia, na recepção.

A bilheteria vende ingressos apenas para as sessões do dia. No ingresso.com, as vendas para as sessões de cada mês acontecem a partir do 1º dia do mês vigente.


Sobre a mostra

Em parceria com a Galeria Bergamin Gomide, o IMS apresenta um recorte da obra de Bruce Conner (1933 – 2008), artista norte-americano conhecido por seu trabalho com cinema, montagem, desenho, escultura, pintura, colagem, fotografia e brincadeiras conceituais. Sua obra foi recentemente restaurada pela UCLA e parte dela será apresentada pela primeira vez no Brasil.


Mais cinema

Mais IMS