Hans Gunter Flieg

Apresentação

O alemão Hans Gunter Flieg, poeta do aço e do concreto, tinha 16 anos quando o recrudescimento do antissemitismo de Adolf Hitler levou sua família a migrar para São Paulo, bem a tempo de se tornar um dos principais documentadores do explosivo desenvolvimento industrial e urbanístico que transformou a cidade em meados do século XX. A partir de 1945, quando se estabeleceu no mercado como fotógrafo industrial, de publicidade e de arquitetura, e até os anos 1980, lançou um olhar rigoroso – com influências marcadas da Bauhaus e do grupo alemão Nova Objetividade – sobre instalações industriais, edifícios, interiores e objetos, tensionando muitas vezes a fronteira entre a objetividade da fotografia documental e o refinamento formal que ambiciona transformar a imagem em abstração.


Seleção de obras

VISUALIZAR POR

Max Bill. Unidade Tripartida

Edifício Verde Mar

Fábrica de calçados Clark

Equipamentos e Instalações Elétricas Industriais Brown Boveri

Viação Cometa.

Refinaria de Cubatão

×
<
>

Max Bill. Unidade Tripartida

Edifício Verde Mar

Fábrica de calçados Clark

Equipamentos e Instalações Elétricas Industriais Brown Boveri

Viação Cometa.

Refinaria de Cubatão


Cronologia

Hans Gunter Flieg nasce em 3 de julho de 1923, em Chemnitz, Alemanha. Em 1939 aprende as técnicas de laboratório com Grete Karplus, do Museu Judaico de Berlim. No mesmo ano, emigra, com a família, para o Brasil. Em 1945 abre o seu próprio estúdio, intensificando a atividade como fotógrafo industrial, de arquitetura e publicidade. Obtém a cidadania brasileira em 1965. Em 2006 a obra de Flieg é incorporada ao acervo do Instituto Moreira Salles.


Por dentro dos acervos


Conteúdo relacionado


Eventos


Exposições anteriores


Loja IMS


Pesquise no acervo de Fotografia

Estão disponíveis cerca de 12.000 imagens para pesquisas online. Você pode realizar buscas, cadastrar-se para salvá-las ou enviar sua seleção de imagens, caso deseje utilizá-las. Na base de dados a visualização das imagens é de até 200% de ampliação. As alternativas de ação são busca livre; busca avançada; solicitação de uso de imagens e opções de visualização.


Atendimento ao pesquisador

IMS Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro/RJ
CEP 22451-040

Consulta presencial

Agendamento por e-mail com 72h de antecedência.
De segunda a sexta-feira, das 10h às 12h30, e das 14h às 18h.

Contato

fotografia@ims.com.br

A consulta presencial será realizada através de um banco de imagens digital, sem o manuseio dos itens originais do acervo, visando a conservação e preservação dos mesmos.

A sala de pesquisa possui número restrito de lugares, portanto solicitamos que nos seja avisado com antecedência a vinda de acompanhante. Caso não possa comparecer no dia e horário agendado, por favor, comunique.

Para o melhor aproveitamento de todos os pesquisadores, não será permitido na sala: uso de celular, notebook, caderno ou similares, consumo de bebidas ou alimentos. Ao lado da sala há um armário destinado para a guarda dos pertences.

O processo de liberação de imagens possui etapas, dentre elas, autorização, elaboração de termo de responsabilidade e custos (dependendo da finalidade de uso). O prazo para conclusão dos pedidos é de até 10 dias úteis porém este limite pode se estender conforme o quantidade de itens solicitados e/ou demanda interna.


Outros acervos