farkas.ims.com.br

Apresentação

Por um acordo de parceria com o próprio fotógrafo, o IMS assumiu a guarda e a preservação da obra fotográfica de Thomaz Farkas, composta por mais de 34 mil imagens que cobrem o período entre os anos 1940 e 1990. Figura multifacetada que deixou marcas profundas no cenário cultural brasileiro também como empresário – dono da Fotoptica, negócio herdado do pai – e homem de cinema, o fotógrafo Farkas reuniu uma obra vasta e de fortes marcas autorais que só tardiamente, nos anos 1990, começou a ser apreciada em seu conjunto.


Seleção de obras

VISUALIZAR POR

Gradil do viaduto Santa Ifigênia, série Recortes

Vista do centro da cidade, com destaque para os edifícios Altino Arantes e Martinelli

Fachada interior do edifício São Borja

Usina hidrelétrica

Fachada lateral do Ministério da Educação e Saúde

Sem título

×
<
>

Gradil do viaduto Santa Ifigênia, série Recortes

Thomaz Farkas

São Paulo - SP - Brasil - 1945

Vista do centro da cidade, com destaque para os edifícios Altino Arantes e Martinelli

Thomaz Farkas

São Paulo - SP - Brasil - 1940 década

Fachada interior do edifício São Borja

Thomaz Farkas

Rio de Janeiro - RJ - Brasil - 1945 circa

Usina hidrelétrica

Thomaz Farkas

- - Brasil - 1945

Fachada lateral do Ministério da Educação e Saúde

Thomaz Farkas

Rio de Janeiro - RJ - Brasil - 1945 circa

Sem título

Thomaz Farkas

Rio de Janeiro - RJ - Brasil - 1940 década


Cronologia

Thomaz Jorge Farkas nasce em Budapeste, Hungria, no dia 17 de setembro de 1924. Em 1930, imigra com seus pais, Dézso (Desidério) Farkas e Teréz (Thereza) Hatschek, para São Paulo. Aos 8 anos, Thomaz ganha sua primeira máquina fotográfica. Após o falecimento do pai, em 1960, assume a direção da Fotoptica, função que exerceria até 1987, quando a rede de lojas seria vendida. Em 1968, é preso pelo regime militar sob a acusação de colaborar com a guerrilha e fica encarcerado uma semana no Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI). Thomaz Farkas morre no dia 26 de março de 2011, aos 86 anos.


Vídeos

O crítico José Carlos Avellar, coordenador de cinema do IMS, relembra para a exposição Thomaz Farkas: memórias e as descobertas sua convivência com o fotógrafo e cineasta, iniciada num encontro casual. O depoimento transcende o relato pessoal e toca nas características de Farkas como artista que revelou muito do Brasil do século XX.

 

O vídeo abaixo, gravado em 26 de novembro de 2011, traz um encontro realizado no IMS-RJ. Helouise Costa, especialista em fotografia moderna brasileira, e Laura González Flores, especialista na obra de Manuel Álvarez Bravo, participaram de uma mesa-redonda mediada por Maurício Lissovsky e intitulada Manuel Álvarez Bravo e Thomaz Farkas: a fotografia moderna no México e no Brasil. O debate contou também com a participação dos curadores da exposição de Álvarez Bravo, Sergio Burgi, coordenador de fotografia do IMS, e Aurelia Álvarez Urbajtel, filha do fotógrafo mexicano.

 


Canal Farkas

O principal objetivo do projeto Canal Thomaz Farkas é difundir a produção cinematográfica do húngaro radicado no Brasil. Estão disponíveis on-line 34 filmes de curta e média-metragem que contaram com a participação de Farkas, seja como diretor, produtor ou diretor de fotografia.


Por dentro dos acervos


Conteúdo relacionado


Exposições

Modernidades fotográficas, 1940-1964
Minas Gerais, Brasil
IMS Poços
De 17 de março a 30 de setembro de 2018

Modernidades fotográficas, 1940-1964
Rio de Janeiro, Brasil
IMS Rio
De 20 de março de 2016 a 5 de março de 2017

Modernidades: fotografia brasileira
Madri, Espanha
De 5 de novembro de 2015 a 31 de janeiro de 2016
Círculo de Belas-Artes de Madri (CBA)

Modernités: photographie brésilienne
Paris, França
De 6 de maio a 26 de julho de 2015
Fondation Calouste Gulbenkian – Délégation en France
Passeio pela exposição em Paris.

Modernidades: fotografia brasileira
Lisboa, Portugal
De 21 de fevereiro a 19 de abril de 2015
Fundação Calouste Gulbenkian

Brazilian Modernism 1940-1964
Berlim, Alemanha

27 de setembro de 2013 a 27 de abril de 2014
Museum für Fotografie

As construções de Brasília
Rio de Janeiro, Brasil
IMS Rio
De 30 de abril a 25 de julho de 2010


Loja IMS


Atendimento ao pesquisador

IMS Rio de Janeiro

Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro/RJ
CEP 22451-040

Consulta presencial

Agendamento por e-mail com 72h de antecedência.
De segunda a sexta-feira, das 10h às 12h30, e das 14h às 18h.

Contato

fotografia@ims.com.br

Pesquise no acervo de Fotografia

Estão disponíveis cerca de 12.000 imagens para pesquisas online. Você pode realizar buscas, cadastrar-se para salvá-las ou enviar sua seleção de imagens, caso deseje utilizá-las. Na base de dados a visualização das imagens é de até 200% de ampliação. As alternativas de ação são busca livre; busca avançada; solicitação de uso de imagens e opções de visualização.

A consulta presencial será realizada através de um banco de imagens digital, sem o manuseio dos itens originais do acervo, visando a conservação e preservação dos mesmos.

A sala de pesquisa possui número restrito de lugares, portanto solicitamos que nos seja avisado com antecedência a vinda de acompanhante. Caso não possa comparecer no dia e horário agendado, por favor, comunique.

Para o melhor aproveitamento de todos os pesquisadores, não será permitido na sala: uso de celular, notebook, caderno ou similares, consumo de bebidas ou alimentos. Ao lado da sala há um armário destinado para a guarda dos pertences.

O processo de liberação de imagens possui etapas, dentre elas, autorização, elaboração de termo de responsabilidade e custos (dependendo da finalidade de uso). O prazo para conclusão dos pedidos é de até 10 dias úteis porém este limite pode se estender conforme o quantidade de itens solicitados e/ou demanda interna.


Sobre os acervos